Você está em:

27 de novembro, sábado da 34ª Semana do Tempo Comum

Baixar áudio
-Hoje é dia 27 de novembro, sábado da 34ª Semana do Tempo Comum

- Encerramos hoje o ano litúrgico e o que Jesus novamente nos pede é para ficarmos vigilantes, em oração e perseverantes na prática do bem. O ser humano tende a abandonar as virtudes e acomodar-se nos braços da preguiça. As preocupações da vida nos roubam tempos preciosos que poderiam ser direcionados para a prática do bem e a construção de relações fraternas. Agradeça ao Senhor pelo tempo, o menor que seja, e peça a sabedoria e a graça para utiliza-lo bem em favor dos mais necessitados.

- Abra o coração e acolha com carinho e atenção o Evangelho de Jesus Cristo Segundo Lucas, Capítulo 21, versículos 34-36:
Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: “Tomai cuidado para que vossos corações não fiquem pesados por causa dos excessos, da embriagues e das preocupações da vida, e esse dia não caia de repente sobre vós; pois cairá como uma armadilha sobre todos os habitantes de toda terra. Ficai, porém, de sobreaviso e orai a todo momento, a fim de terdes força para escapar de tudo o que deve acontecer e para ficardes em pé diante do Filho do Homem”.
- Vigilância e oração, temas fortes e frequentes no tempo que se inicia, o tempo do Advento. São recomendações de Jesus para nossa vida. A oração perseverante nos coloca em sintonia com Deus, atentos aos seus projetos. É novo tempo de esperança, tempo de renovar e estar pronto para fazer a vontade do Pai. Nosso modelo e inspiração é Jesus Cristo. Manter-se fiel aos ensinamentos de Jesus é condição necessária para cada um sentir-se confortável e não temer os desafios que a vida nos reserva. Converse com Deus sobre o sentido dessa vigilância e peça para que saiba acolhe-lo em seu coração, com alegria.

-Vigiar, "ter cuidado" que eco te provocam estes avisos que Jesus te dirige? O encontro com o Filho do homem está marcado para uma data que desconhecemos mas que pode ser já hoje ou amanhã. Você está preparado para esse encontro?

- “Ficai atento e orai a todo momento, para ficardes em pé diante do Filho do Homem!”. Não deixemos as inquietações afligir nossos corações. Quando o Filho do Homem chegar, que nos encontre de pé, prontos para caminhar com ele. Assim diz o poema “Recuse-se a cair”, de Clarissa Pinkola Estés:

Recuse-se a cair.
Se não puder se recusar a cair,
recuse-se a ficar no chão.
Se não puder se recusar a ficar no chão,
eleve o coração aos céus
e, como um mendigo faminto,
peça que o encham
e ele será cheio.
Podem empurra-lo para baixo.
Podem impedi-lo de se levantar.
Mas ninguém pode impedi-lo
de elevar seu coração
aos céus –
só você.
É no meio da aflição
que tantas coisas ficam claras.
Quem diz que nada de bom
resultou disso
ainda não está escutando.

- Termine sua oração dizendo ao Senhor que você quer estar de pé para acolhê-lo. Peça que Ele te ajude a permanecer firme e vigilante a todo momento. Peça que Ele te ajude a manter os olhos e o coração abertos para perceber os seus sinais em sua vida e no mundo.

- O Senhor nos abençoe e nos guarde. O Senhor nos mostre o Seu rosto brilhante. O Senhor nos conceda sempre a sua paz. O Senhor nos abençoe e nos guarde hoje e sempre. Amém!