Você está em:

26 de setembro, 26º Domingo do Tempo Comum

Baixar áudio
- Hoje é dia 26 de setembro de 2021, 26º Domingo do Tempo Comum

- “Se tua mão te leva à queda, corta-a!”, disse Jesus ao discípulo João, que – cheio de arrogância – queria proibir outras pessoas de fazer o bem em nome de Jesus. O ciúme nunca foi bom companheiro e o desejo de poder não combina com a fé cristã. O desejo de proibir os que não eram do grupo dos discípulos de também agir em nome de Deus revela que João não entendeu quase nada do Reino de Deus, apesar da convivência com o Mestre e de seus ensinamentos de humildade. Peça ao Senhor que o ajude a compreender os valores do Reino de Deus.

- Ouçamos com coração aberto a Palavra do Evangelho de Marcos, capítulo 9, versículos 38-43 e 47 a 48:

Naquele tempo João disse a Jesus: 'Mestre, vimos um homem expulsar demônios em teu nome. Mas nós o proibimos, porque ele não nos segue'. Jesus disse: 'Não o proíbais, pois ninguém faz milagres em meu nome para depois falar mal de mim. Quem não é contra nós é a nosso favor. Em verdade eu vos digo: quem vos der a beber um copo de água, porque sois de Cristo, não ficará sem receber a sua recompensa. E, se alguém escandalizar um destes pequeninos que crêem, melhor seria que fosse jogado no mar com uma pedra de moinho amarrada ao pescoço. Se tua mão te leva a pecar, corta-a! É melhor entrar na Vida sem uma das mãos, do que, tendo as duas, ir para o inferno, para o fogo que nunca se apaga. Se teu pé te leva a pecar, corta-o! É melhor entrar na Vida sem um dos pés, do que, tendo os dois, ser jogado no inferno. Se teu olho te leva a pecar, arranca-o! É melhor entrar no Reino de Deus com um olho só, do que, tendo os dois, ser jogado no inferno, onde o verme deles não morre,
e o fogo não se apaga''.

- Jesus havia acabado de ensinar que no reino de Deus não há lugar para aqueles que desejam poder e fama. “Quem quiser ser o primeiro que seja o último”, falou Jesus (Mc 9,35). Mas João parece não ter entendido nada. Vendo que um homem que não era do grupo dos Doze também exercia seu ministério expulsando os demônios, o apóstolo quis proibir sua ação. Jesus reage sem vacilar: “Ai de quem provocar escândalo para os pequeninos!... Se tua mão te leva à queda, corta-a... Se teu olho te leva à queda, corta-o”. O abuso de poder é inaceitável, ainda mais do poder religioso. O poder religioso não é privilégio, nem permite a ministros o direito de calar os demais. O poder exercido em nome do Deus de Jesus é serviço fraterno aos mais necessitados. Todos que fazem o bem, ainda que sejam de nosso grupo ou não, fazem-no em nome de Deus, pois Deus é amor e todo bem vem dele. Peça ao Senhor a graça de colocar-se a serviço Dele, acolhendo a todos.

- Cortar a mão para não levar à queda. Arrancar o olho para não ser motivo de queda para ninguém. Será que devemos nos mutilar? Ou seria um modo de Jesus nos ensinar que todo mal deve ser cortado pela raiz, ainda mais o mal da inveja e do abuso de autoridade? Será que já compreendemos que o reino de Deus é serviço humilde e desinteressado?

- “Não escandalizem os pequeninos, disse Jesus. Não sejam motivo de queda para ninguém”. Eis nossa missão: amar, servir, acolher, somar os esforços e nunca dividir a comunidade. Ouça o poema Decepados em nome de Jesus, de Solange do Carmo, inspirado neste evangelho:

Arrancar a mão
Arrancar os olhos
Pendurar uma pedra no pescoço
E lançar-se ao mar.

Mãos que não acolhem,
Olhos que não se compadecem,
Pedra do orgulho,
Maldita pedra do primeiro lugar.

Mãos que abençoam em nome de Deus
Mãos que maltratam porque são de Deus.
Olhos que reparam em nome de Deus.
Olhos que vigiam porque são de Deus.

Que pesada a pedra da intolerância!
Aguenta o pescoço tanta ignorância?
Melhor ser caolho que não condena.
Do que com dois olhos enfrentar a geena.

Decepados em nome de Jesus
Ter na raiz o mal cortado.
Decepados no orgulho e na intolerância.
Para fazer acontecer o Reino anunciado.

- Termine sua oração pedindo ao Senhor que o ajude a arrancar, pela força do Espírito, as mãos e os olhos que fazem o mal em vez de fazer o bem; as mãos e olhos que oprimem em vez de servir. Peça que o Senhor te dê olhos para ver o sofrimento do mundo e mãos para aliviá-lo.

- Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo, como era no princípio, agora e sempre. Amém.