Você está em:

26 de julho, 3ª feira | Memória de São Joaquim e Santa Ana

Baixar áudio
– Hoje é dia 26 de julho, 3ª feira | Memória de São Joaquim e Santa Ana, pais de Nossa Senhora.

- Todos temos expectativas sobre a ação de Deus na nossa vida e a nossa vontade parece querer tomar a dianteira dessas atitudes. Porém esquecemos que o poder pertence a Deus e basta que abramos o coração a Ele para que seja o Senhor da nossa vida. Jesus nos chama de “felizes” porque temos a oportunidade que muitos queriam ter, de entender sua proposta, receber seu chamado e contribuir para a construção do Reino de Deus. Peça ao Senhor que Ele te ajude a cumprir essa felicidade plenamente cada vez que ouve a Sua Palavra.

- Escute o Evangelho de Mateus, capítulo 13, versículos 16 a 17:

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
"Felizes sois vós, porque vossos olhos veem
e vossos ouvidos ouvem.
Em verdade vos digo, muitos profetas e justos
desejaram ver o que vedes, e não viram,
desejaram ouvir o que ouvis, e não ouviram".

-Jesus na sua vida pública, mais do que qualquer outra coisa, anuncia o Reino de Deus. Porém, essa expectativa parece ser frustrada, já que o Reino de justiça, paz, fraternidade, mansidão, humildade, e amor que Jesus anuncia é muito diferente do plano de dominação e libertação política esperada. Para compreender o Reino de Deus é necessário ouvidos que possam ouvir e olhos que possam ver, ou seja, sentidos que não estejam manchados pela influência do pecado, mas abertos a Deus. Peça ao Senhor que te ajude a ver e ouvir a sua proposta.

- Você se considera atento para ouvir o que o Senhor lhe pede? Você compreende o que significa anunciar o Reino de Deus?

- “"Felizes sois vós, porque vossos olhos veem e vossos ouvidos ouvem”, diz Jesus. Felizes foram os que testemunharam as promessas de Deus a Seu Povo, como São Joaquim e Santa Ana, confiaram e esperaram, baseados apenas na Palavra da Aliança. E façamos nossa, a prece de Frei Fabretti na letra da música “Cristo, quero ser instrumento”:

Cristo, quero ser instrumento de tua paz e do teu infinito amor. Onde houver ódio e rancor que eu leve a concórdia, que eu leve o amor.
Onde a ofensa que dói, que eu leve o perdão. Onde houver a discórdia, que eu leve a união de tua paz!
-Onde encontrar um irmão, a chorar de tristeza sem ter voz e nem vez. Quero bem no seu coração semear alegria pra florir gratidão.
-Mestre que eu saiba amar, compreender, consolar e dar sem receber. Quero sempre mais perdoar trabalhar na conquista e vitória da paz.

– Termina sua oração ouvindo o convite para o Reino de amor e fraternidade que o Senhor te oferece de graça.
– Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém.