Você está em:

22 de novembro, 2ª feira da 34ª Semana do Tempo Comum

Baixar áudio
-Hoje é dia 22 de novembro, 2ª Feira da 34ª semana do Tempo Comum.

- Doar tudo é um gesto de desprendimento e de profunda confiança, é um abandonar-se em Deus, e só quem é pobre em espírito age assim. A Palavra de Deus hoje nos ajuda a compreender este bonito e significativo gesto de entrega confiante, um lançar-se na gratuidade, uma doação sem reserva. Esta foi a atitude da viúva que no templo depositou tudo o que possuía para viver. Gesto que tocou profundamente Jesus e que tem muito a nos dizer hoje. Peça ao Senhor a graça de viver o despojamento, a doação e a confiança.

- Abra o seu coração para acolher e escutar o Evangelho de Lucas capítulo 21, versículos de 1 a 4:

“Levantando os olhos, Jesus viu os ricos depositarem suas ofertas no tesouro do templo. Viu também uma viúva necessitada que pôs ali duas moedinhas. E ele comentou: “Em verdade, vos digo: esta viúva pobre deu mais do que todos os outros. Todos eles deram em oferta do que tinha de sobra, ao passo que ela, da sua pobreza, deu tudo o que tinha para viver”.

- O olhar de Jesus no Evangelho é sempre para ver a realidade a partir do Reino de Deus, um olhar amplo, capaz de ver a todos. Hoje, o seu olhar se dirige a ricos e pobres que estão fazendo suas ofertas, mas tem uma atenção especial para aquela que era discriminada, privada do necessário, explorada e esquecida pelas autoridades da época; não era vista, na verdade, era mal vista. Porém, foi o seu gesto que mais chamou a atenção de Jesus, pois além de ofertar algo tão pequeno, era tudo o que ela tinha para viver. Agindo assim, ela demonstrou sua total confiança em Deus e foi capaz de lhe ofertar tudo o que possuía. Peça ao Senhor a graça para poder olhar e compreender os gestos simples e humildes das pessoas que estão à sua volta. Reze as suas pequenas ofertas, que sejam carregadas de confiança, de amor e de generosidade.

- A viúva não doa o que lhe sobra, mas o que vai lhe fazer falta, pois era o que tinha para viver. Como você vive a generosidade de servir? Tem se doado frente às necessidades de tantos irmãos e irmãs? A sua doação é feita do que sobra, ou sou capaz de doar tudo, até mesmo do que tem para viver?

-“Da sua pobreza, deu tudo o que tinha para viver” nos diz o Evangelho de hoje. Deus não mede a nossa generosidade pelo tamanho de nossa oferta, mas é o tamanho do nosso amor que conta, e isto é tudo o que nos pede Jesus: a doação da vida em gestos concretos neste mundo tão necessitado, onde muitos de nossos irmãos sentem fome de pão, de paz, de um sorriso, de uma palavra ou qualquer outro gesto que restaure e dignifique a vida. Todos nós podemos doar do muito ou do pouco que temos e somos. Diz o refrão de uma música de Zé Vicente: “Quem disse que não somos nada, que não temos nada para oferecer, repare nossas mãos abertas, trazendo as ofertas do nosso viver...”.

- Termina tua oração agradecendo ao Senhor pelo seu amor gratuito, pelo seu olhar que nos ajuda a ver além dos gestos e através dos gestos nos faz sentir o coração das pessoas. Bendiga ao Senhor os dons que você possui e a graça de poder fazer multiplicar estes dons com quem mais necessita deles. Peça a Ele que possas olhar com o coração quem de ti se aproxima e que não tenhas medo de abrir as mãos para ofertar às pessoas necessitadas o que elas precisam para viver melhor.

-Pai Nosso, que estais nos céus, santificado seja o vosso nome, venha a nós o vosso Reino, seja feita a vossa vontade assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje, perdoai-nos as nossas ofensas assim como nós perdoamos a que nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal.