Você está em:

22 de Março, 3ª feira da 3ª Semana da Quaresma

Baixar áudio
- Hoje é dia 22 de Março, 3ªfeira da 3ª semana da Quaresma.

-Como discípulos de Jesus temos a grande missão de levar ao mundo o perdão dos pecados. Foi assim que ele nos ensinou desde o princípio: perdoar na mesma medida que Deus nos perdoa. Ser capaz de perdoar até mesmo os inimigos, pois para Jesus o perdão é necessário na nossa vida: perdoar “não sete vezes, mas setenta vezes sete”. Peça ao Senhor para lhe conceder o dom de perdoar. Peça graça e bênçãos de Deus para obter a ajuda divina como auxílio para perdoar verdadeiramente.

- Abra o coração e se coloca na escuta das palavras do Evangelho de Jesus Cristo Segundo Mateus, Capítulo 18, versículos de 21 a 35:

“Naquele tempo, Pedro aproximou-se de Jesus e perguntou: “Senhor, quantas vezes devo perdoar, se meu irmão pecar contra mim? Até sete vezes?” Jesus respondeu: “Digo-te, não até sete vezes, mas até setenta vezes sete vezes”. E acrescentou: “O Reino dos Céus é comparado a um rei que resolveu ajustar contas com os seus servos. Quando começou o ajuste, trouxeram-lhe um que lhe devia dez mil talentos. Como o servo não tivesse com que pagar, o senhor mandou que fosse vendido como escravo, junto com a mulher, os filhos e tudo o que possuía, para pagar a dívida. O servo, porém, prostrou-se diante dele, pedindo: “Tem paciência comigo, e tudo te pagarei”. Diante disso, o senhor teve compaixão, soltou o servo e perdoou-lhe a dívida. Ao sair, aquele servo encontrou um dos seus companheiros que lhe devia cem denários. Ele o agarrou e começou a sufoca-lo, dizendo: ‘Paga o que me deves’. O companheiro se atirou no chão e suplicava: ‘Tem paciência comia, e eu te pagarei’; mas o servo não quis saber. Saiu e mandou lança-lo na prisão até que pagasse o que devia. Quando viram o que tinha acontecido, os outros servos ficaram muito sentidos, procuraram o senhor e lhe contaram tudo o que acontecera. Então, o senhor mandou chamar aquele servo e lhe disse: ‘Servo malvado, eu lhe perdoei toda aquela dívida, porque me suplicaste. Não devias tu ter misericórdia para com teu companheiro, como eu fui misericordioso para contigo? E o senhor se irritou e mandou entregar aquele servo aos carrascos, até que pagasse toda a dívida. Assim vos tratará meu Pai celeste, se cada um não perdoar de coração a seu irmão”.

- Na nossa experiência de caminhada sabemos que existem muitas ofensas que são de difícil perdão. Por exemplo: Como pode uma mãe perdoar alguém que foi capaz de tirar a vida de seu filho? Que foi capaz de violentar um inocente sem defesa? Por isso, conceder o perdão verdadeiro a uma pessoa da qual você recebeu a ofensa, não é fácil. Esta é uma dificuldade própria do ser humano. Jesus sabia disso e deixou muitos ensinamentos que encontramos em diversas parábolas, nos evangelhos.
Peça ao Senhor que você seja capaz de fazer o exercício do perdão. Que suas orações, principalmente nesse tempo quaresmal, despertem sua consciência para essa necessidade vital da sua vida. Perdoar para ser perdoado.

- Jesus, mesmo no momento de sua grande dor, foi capaz de pedir ao Pai perdão para aqueles que o maltratara até a morte e morte de cruz. Com Jesus aprendemos que Perdoar e ir até o mais profundo de nós mesmos e buscar a força de Doar o perdão de Deus, porque é de dentro de nós que brota a força de Deus. Como você reage diante das ofensas recebidas? Você sente-se capaz de perdoar? Tem pedido de Deus esse dom tão sublime?

- “Digo-te, não até sete vezes, mas até setenta vezes sete vezes”. O perdão traz alívio para o nosso coração quando arrependemos de verdade. Ele liberta-nos de todas as angústias, pois é fonte de amor. Saber perdoar e arrepender-se de seus erros são condições para entrar no Reino de Deus. O Salmo 32, diz assim:

A felicidade do perdão
Feliz aquele cuja agressão foi perdoada,
E cujo pecado foi encoberto.
Feliz aquele a quem o Senhor não atribui o delito
E em cujo espírito não há falsidade.
Enquanto me mantive calado, meus ossos se consumiam
E eu gemia o dia inteiro.
Pois dia e noite, pesava sobre mim a tua mão,
enquanto meu vigor se esgotava pelos ardores do verão,
Afinal revelei-te o meu pecado,
E meu delito não escondi.
Eu disse: “Confessarei ao Senhor a minha transgressão”,
E tu perdoaste a impiedade do meu pecado.

- Termine sua oração dando graças pela presença do Senhor em sua vida. Alegre-se,
Pois ele está sempre pronto a perdoar e amar. Deus quer que aprendamos a perdoar de ‘coração’ a nossos irmãos, assim como ele nos perdoa, incondicionalmente.

- O Senhor nos abençoe e nos guarde. O Senhor nos mostre o Seu rosto brilhante. O Senhor nos conceda sempre a sua paz.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo. Assim como era no princípio, agora e sempre. Amém.