Você está em:

20 de março, 3º Domingo da Quaresma

Baixar áudio
- Hoje é dia 20 de março, 3º Domingo da Quaresma.

- No evangelho deste domingo Jesus usa a imagem da “figueira estéril” que não recebera o nutriente necessário. A parábola destaca a paciência do vinhateiro. Apesar de “levar” três anos sem dar frutos, o vinhateiro continua confiando nela. Jesus quer falar sobre a paciência divina, porque compreende e respeita o momento e o ritmo de cada pessoa. Peça ao Senhor que te dê paciência para lidar com as próprias dores, incompreensões e impaciência consigo mesmo e com os outros.

- Escuta o Evangelho Segundo Mateus, Capítulo 9, versículos 14 e 15.

Naquele tempo, vieram algumas pessoas trazendo notícias a Jesus
a respeito dos galileus que Pilatos tinha matado, misturando seu sangue com o dos sacrifícios que
ofereciam. Jesus lhes respondeu:
'Vós pensais que esses galileus eram mais pecadores do que todos os outros galileus,
por terem sofrido tal coisa? Eu vos digo que não. Mas se vós não vos converterdes,
ireis morrer todos do mesmo modo. E aqueles dezoito que morreram,
quando a torre de Siloé caiu sobre eles? Pensais que eram mais culpados
do que todos os outros moradores de Jerusalém? Eu vos digo que não.
Mas, se não vos converterdes, ireis morrer todos do mesmo modo.'
E Jesus contou esta parábola:
'Certo homem tinha uma figueira plantada na sua vinha. Foi até ela procurar figos e não encontrou.
Então disse ao vinhateiro: 'Já faz três anos que venho procurando figos nesta
figueira e nada encontro. Corta-a! Por que está ela inutilizando a terra?'
Ele, porém, respondeu: 'Senhor, deixa a figueira ainda este ano.
Vou cavar em volta dela e colocar adubo. Pode ser que venha a dar fruto.
Se não der, então tu a cortarás.'

- Esta parábola da figueira estimula em nós a virtude da esperança, que alimenta e dá sentido à nossa existência. Mas, a parábola também nos desafia a fazer o que está ao nosso alcance. O caminho para uma vida com sentido passa pelo encontro com as próprias raízes. Mais um ano, mais sol, chuva e cuidado para que esta árvore, que sou eu, esteja boa e dê fruto. Deus agricultor, dobra-se sobre mim, confiante deste pequeno horto no qual semeou tanto para tirar tão pouco. O propósito de Deus é trabalhar para fazer florescer a vida. Peça ao Senhor que te inspire mais confiança nele, na vida e em si mesmo.

-O que está “estéril” em sua vida? Quais são e onde estão as raízes onde seu coração se alimenta? Quais raízes precisam ser sanadas, adubadas... para que deem frutos?
- 'Senhor, deixa a figueira ainda este ano”, pede o vinhateiro. É importante cavar para sanear as raízes, nossas raízes mais profundas onde está a força de Deus vitalizando nossa existência. É preciso ter confiança e Esperança. O poema “Tomara” de Caio Fernando Abreu diz assim:

"Tomara que a gente não desista de ser quem é por nada nem ninguém deste mundo. Que a gente reconheça o poder do outro sem esquecer do nosso. Que as mentiras alheias não confundam as nossas verdades, mesmo que as mentiras e as verdades sejam impermanentes. Que friagem nenhuma seja capaz de encabular o nosso calor mais bonito. Que, me......smo quando estivermos doendo, não percamos de vista nem de sonho a ideia da alegria. Tomara que apesar dos apesares todos, a gente continue tendo valentia suficiente para não abrir mão de se sentir feliz. As coisas vão dar certo. Vai ter amor, vai ter fé, vai ter paz – se não tiver, a gente inventa!” (...)

-Termina sua oração pedindo ao Senhor que aumente sua confiança no seu Amor e faça renascer a Esperança.

- Gloria ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo. Assim como era no princípio, agora e sempre. Amém!