Você está em:

20 de julho, 4ª feira da 16ª semana do Tempo Comum

Baixar áudio
- Hoje é dia 20 de julho, quarta feira da 16ª semana do Tempo Comum.

-O Evangelho de hoje nos apresenta Jesus como o Mestre, aquele que ensina com a vida e através de parábolas. O texto fala de uma multidão que se ajunta ao redor de Jesus para ouvir os seus ensinamentos através de uma das mais lindas parábolas: a do semeador. Nela, somos convidados perceber como está o nosso terreno para acolher a semente da Palavra que é semeada em nossos corações todos os dias. Peça ao Senhor a abertura para acolhida de sua Palavra e a graça do cultivo do seu terreno interior para que ela possa frutificar.

- Escuta o Evangelho Segundo Mateus, Capítulo 13, versículos 1 a 9.

Naquele dia, Jesus saiu de casa e sentou-se junto ao mar, e grandes multidões ajuntaram-se ao seu redor. Por isso, entrou num barco e sentou-se, enquanto toda a multidão ficava em pé, na praia. Ele falou-lhes muitas coisas em parábolas, dizendo: “O semeador saiu para semear. Ao semear, algumas sementes caíram à beira do caminho, e os pássaros vieram e as comeram. Outras caíram em terreno rochoso, onde não havia muita terra: brotaram logo, porque a terra não era profunda. Mas, quando saiu o sol, queimaram-se e secaram, por não terem raiz. Outras ainda caíram no meio dos espinhos, que cresceram e as sufocaram. Outras, enfim, caíram na terra boa e deram frutos: uma cem, outra sessenta, outra trinta. Quem tem ouvidos, ouça!”

- Esta parábola nos mostra o modo como recebemos e permitimos que a Palavra de Deus produza frutos em nossas vidas. É Jesus mesmo o semeador da Palavra. Nós a recebemos como terreno e, de diversas formas: distraídos, fechados, preocupados ou abertos como terra boa. Terra boa é quando a Palavra frutifica em nós gerando vida também ao nosso redor, embora que não seja ainda cem por cento. O caminho proposto por Jesus é acolher a Palavra; compreendê-la e praticá-la para que ela produza frutos de vida, de amor e de esperança. Peça ao Senhor que trabalhe o seu terreno interior para a acolhida amorosa da Palavra que te é oferecida no cotidiano da vida.

-Jesus é a Palavra que o Pai enviou ao mundo. Ele a espalha por toda a terra, mas nem todos os terrenos a acolhem. O que de fato é necessário para que você possa entender as parábolas de Jesus? Que tipo de terreno você é? Você tem escutado a Palavra de Deus com atenção?

-“O semeador saiu para semear...”, diz o Evangelho de hoje. Todos os dias temos a possibilidade de acolher a Palavra de Deus e a graça de poder comunicá-la através dos nossos gestos e atitudes, somos também semeadores. Veja o que diz a letra do canto “Põe a semente na terra” de José Acácio Santana:

1. Toda semente é um anseio de frutificar
E todo fruto é uma forma da gente se dar.
Põe a semente na terra,
Não será em vão
Não te preocupe a colheita,
Plantas para o irmão.
2. Toda palavra é um anseio de comunicar
E toda fala é uma forma da gente se dar.
3. Todo tijolo é um anseio de edificar
E toda obra é uma forma da gente se dar

-Termina a sua oração agradecendo ao Senhor por semear no seu coração a semente da Palavra todos os dias e peça também a graça de poder tirar um pouco do seu tempo diário para aprofundá-la e rezá-la no terreno do seu coração.

- Pai Nosso, que estais nos céus, santificado seja vosso nome, venha nós o vosso reino, seja feira a vossa vontade, assim na terra como no céu; o pão nosso de cada dia, dá-nos hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido; e não nos deixei cair em tentação, mas livrai-nos do mal.