Você está em:

20 de agosto, sábado, 20ª Semana do Tempo Comum

Baixar áudio
-Hoje é 20 de agosto, sábado, 20ª Semana do Tempo Comum

- O Evangelho de hoje nos mostra Jesus e seus discípulos reunidos com a multidão de pessoas que o seguiam. Aproveitou esse momento pra falar sobre os mestres da lei e os fariseus. Dizia ter eles autoridade para interpretar a lei de Moisés e por isso deveriam observar o que eles diziam. Mas Jesus chama atenção para um fato importante: ouvir o que diziam, mas não imitar suas ações porque o que eles falam, eles não colocam em prática. Peça ao Senhor que ajude a ouvir e colocar em prática os seus ensinamentos.

- Evangelho de Mateus, Capítulo 23, versículos de 1 a 12: Naquele tempo, Jesus falou às multidões e a seus discípulos:
"Os mestres da Lei e os fariseus têm autoridade para interpretar a Lei de Moisés.
Por isso, deveis fazer e observar tudo o que eles dizem. Mas não imiteis suas ações!
Pois eles falam e não praticam. Amarram pesados fardos e os colocam nos ombros dos outros,
mas eles mesmos não estão dispostos a movê-los, nem sequer com um dedo.
Fazem todas as suas ações só para serem vistos pelos outros.
Eles usam faixas largas, com trechos da Escritura, na testa e nos braços,
e põem na roupa longas franjas. Gostam de lugar de honra nos banquetes
e dos primeiros lugares nas sinagogas.
Gostam de ser cumprimentados nas praças públicas e de serem chamados de Mestre.
Quanto a vós, nunca vos deixeis chamar de Mestre, pois um só é vosso Mestre e todos vós sois irmãos. Na terra, não chameis a ninguém de pai, pois um só é vosso Pai, aquele que está nos céus.
Não deixeis que vos chamem de guias, pois um só é o vosso Guia, Cristo.
Pelo contrário, o maior dentre vós deve ser aquele que vos serve.
Quem se exaltar será humilhado, e quem se humilhar será exaltado"

- Os fariseus colocam as exigências da lei nos ombros dos outros, mas eles mesmo não estão dispostos a seguir. Muitas vezes buscam os primeiros lugares só para aparecer, gostam de ser cumprimentados em praças públicas e de serem chamados de mestres. Jesus passa seu ensinamento: nunca vos deixeis chamar de mestre, pois um só é vosso mestre e todos vós sois irmãos. E alerta: o maior dentre vós deve ser aquele que vos serve. Também somos chamados a praticar nossas ações conforme esses ensinamentos. Jesus é a Lei, e a Lei é instrução, modo de vida. Viver o amor, amando a Deus e aos irmãos. Peça a graça de mais amar e servir.

- Você está contribuindo para que as pessoas vejam em você as atitudes de Jesus?

- “Pois eles falam e não praticam”, diz Jesus sobre os fariseus. Esta Palavra de Jesus é uma forte chamada de atenção, aos pais, educadores e lideranças em geral, para que pratiquem o que ensinam, deem testemunho daquilo que acreditam, e assim, o seu ensinamento terá autoridade. Numa de suas catequeses diz o Papa Francisco:

“... a luz da fé permite-nos reconhecer quão infinita é a misericórdia de Deus, a graça que age para o nosso bem. Mas a mesma luz mostra-nos também a responsabilidade que nos foi confiada de colaborar com Deus na sua obra de salvação. O poder da graça precisa de se conjugar com as nossas obras de misericórdia, que somos chamados a viver para dar testemunho de quão grande é o amor de Deus. Vamos em frente com esta confiança: todos fomos justificados, somos justos em Cristo. Devemos concretizar esta justiça com as nossas obras.

– Termina sua oração pedindo ao Senhor que ilumine o seu agir, o seu testemunho. Agradeça pelos momentos difíceis, mas possíveis de serem superados, pois o Senhor está atento ao seu caminhar.

- Em nome do Pai do Filho e do Espírito Santo! Amém!