Você está em:

19 de novembro, 6ª Feira da 33ª Semana do Tempo Comum

Baixar áudio
- Hoje é dia 19 de novembro de 2021, 6ª Feira da 33ª semana do Tempo Comum

- No evangelho de hoje o lugar de oração virou espaço de comércio, de exploração dos pobres, tudo em nome de Deus e da fé. Certamente, não do Deus de Jesus Cristo, que não tolera injustiça e opressão, mas do deus Dinheiro, deus dos interesses pessoais que justifica a exploração do outro. Peça ao Senhor a graça de discernir o que precisa ser purificado e expulso do templo que também é o seu coração.

-Ouçamos com coragem profética o texto do Evangelho de Lucas, capítulo 19, versículos 45 a 48.

-Naquele tempo: Jesus entrou no Templo e começou a expulsar os vendedores. E disse: 'Está escrito: 'Minha casa será casa de oração'. No entanto, vós fizestes dela um antro de ladrões.' Jesus ensinava todos os dias no Templo. Os sumos sacerdotes, os mestres da Lei e os notáveis do povo procuravam modo de matá-lo. Mas não sabiam o que fazer, porque o povo todo ficava fascinado quando ouvia Jesus falar.

-Por que a religião, que deveria amparar o fraco e cuidar dos mais sofridos, pode se transformar numa máquina de oprimir e maltratar? Por que em nome de deus alguns matam, exploram e fazem o mal? Jesus, que não tolera esse tipo de comportamento, entra no Templo e expulsa de lá os exploradores dos pobres. Afinal, a relação com Deus se dá na gratuidade do amor. Ela não é relação comercial, nem de negócios. E, porque falou a verdade, Jesus foi perseguido e alguns tramaram mata-lo. Sua voz profética incomodava os poderosos da religião. Mas aqueles que eram beneficiados por sua palavra e ação ficavam cada vez mais fascinados com seus ensinamentos. Peça ao Senhor que o ajude a expulsar do seu coração, da sua comunidade cristã, aquilo que torna a vida indigna de ser morada do Senhor.

- Como não nos deixar enganar pelos falsos pastores, os líderes das religiões do mercado, que exploram os pobres em nome de deus? Como discernir a voz de Jesus que diz “fizestes de minha casa de oração um antro de ladrões?

- “Fizestes da minha casa de oração um antro de ladrões”, disse Jesus quando viu o que acontecia no Templo. Ouça o poema “Prece ao Deus da promessa” de Diego Lelis:
Deus da esperança,
não permitas que as dificuldades
façam perecer a nossa fé.
Deus da justiça, dá-nos a sã rebeldia
para lutarmos contra a opressão daqueles que,
dos seus tronos de poder, insistem em nos escravizar
Deus peregrino, em meio à noite escura do medo,
da incerteza, do luto e da dor,
guia-nos com tua presença de luz e amor.
Deus da promessa, guarda-nos em teu coração,
para que, nas tormentas da vida, em ti possamos descansar
e as forças refazer para sempre caminhar.
Amém!

-Rezemos ao Deus misericordioso, o Pai de Jesus, que nos ajude a viver na sua presença com integridade. Que ele nos conduza na dificuldades da vida, que nos ensine a viver na justiça e nos sustente na luta em favor dos indefesos.

-Pai Nosso que estais nos Céus, santificado seja o vosso Nome, venha a nós o vosso Reino, seja feita a vossa vontade assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje, perdoai-nos as nossas ofensas assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do Mal.