Você está em:

19 de dezembro, 4º domingo do Advento

Baixar áudio
- Hoje é dia 19 de dezembro, 4º domingo do Advento

- “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre!” As palavras de Isabel nos colocam em sintonia com o tempo de graça que estamos vivendo: o advento! Esta espera feliz do Senhor, faz com que todas as pessoas que se abrem à Palavra de Deus, como Maria, sejam benditas. Peça ao Senhor a graça de acolher a Palavra de Deus. Ela quer ser gerada em Ti. Ela quer nascer de Ti.

- Escuta o Evangelho segundo Lucas, capítulo 1, versículos 39 a 45:

Naqueles dias, Maria partiu para a região montanhosa, dirigindo-se, apressadamente, a uma cidade da Judéia. Entrou na casa de Zacarias e cumprimentou Isabel. Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança pulou no seu ventre e Isabel ficou cheia do Espírito Santo. Com um grande grito, exclamou: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre!” Como posso merecer que a mãe do meu Senhor me venha visitar? Logo que a tua saudação chegou aos meus ouvidos, a criança pulou de alegria no meu ventre. Bem-aventurada aquela que acreditou, porque será cumprido o que o Senhor lhe prometeu”.

- Um tempo de espera não significa um tempo de acomodação. Maria espera o salvador e vai ao encontro de Isabel enfrentando as dificuldades do deserto e das montanhas. Se esperarmos sem nos movimentar, nada acontece em nós. A esperança em Deus se traduz em ação: o serviço prestado a Isabel é expressão da fé de Maria. Conversa com Deus sobre a dificuldade de compreender que a fé se manifesta no serviço e que és chamado à uma esperança ativa, não comodista...

- Com Maria, põe-te a caminho deserto adentro. Como está tua disposição ao serviço? Em tua comunidade, o que fazes para levar a presença de Jesus? Experimentas a alegria e a bênção de uma vida nova que chega numa família?

- “Bem-aventurada aquela que acreditou, porque será cumprido o que o Senhor lhe prometeu”. Acredita. Acolhe a Palavra. Torna-Te morada de Deus e verás as promessas do Senhor se realizando também em Ti. A canção “Maria, Maria”, de Milton Nascimento, diz assim:

Maria, Maria é um dom, uma certa magia
Uma força que nos alerta
Uma mulher que merece viver e amar
Como outra qualquer do planeta

Maria, Maria, é o som, é a cor, é o suor
É a dose mais forte e lenta
De uma gente que ri quando deve chorar
E não vive, apenas aguenta

Mas é preciso ter força, é preciso ter raça
É preciso ter gana sempre
Quem traz no corpo a marca, Maria, Maria
Mistura a dor e a alegria

Mas é preciso ter manha, é preciso ter graça
É preciso ter sonho sempre
Quem traz na pele essa marca possui
A estranha mania de ter fé na vida

- Termina a tua oração pedindo a graça de experimentar a alegria da vida nova que se dá com a presença de Jesus. Esteja disposto a servir quem precisa e testemunhar tua fé no bem que realizas. Isso é verdadeiro compromisso com o Reino: Vem, Senhor Jesus!

- Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus. Santa maria, Mãe de Deus, rogai por nós pecadores, agora e na hora da nossa morte. Amém!