Você está em:

19 de agosto, 6ª feira, da 20ª Semana do Tempo Comum.

Baixar áudio
-Hoje é dia 19 de agosto, sexta-feira da vigésima semana do Tempo Comum.

- O Tempo Comum é marcado pelo conhecimento e seguimento de Jesus Cristo. Estamos na escola do discipulado aprendendo com o Mestre como melhor amar e servir a Deus e às pessoas. Silencio. Faça deste momento de oração seu encontro pessoal com o Senhor para que escutando sua palavra, possa vivê-la. Peça ao Senhor a graça de viver o mandamento do amor.

-Com disposição interna escute o Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus, capítulo 22, versículos 34 a 40.

Naquele tempo, os fariseus ouviram dizer que Jesus tinha feito calar os saduceus.
Então eles se reuniram em grupo, e um deles perguntou a Jesus, para experimentá-lo:
"Mestre, qual é o maior mandamento da Lei?"
Jesus respondeu: " 'Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento!'
Esse é o maior e o primeiro mandamento. O segundo é semelhante a esse:
'Amarás ao teu próximo como a ti mesmo'.
Toda a Lei e os profetas dependem desses dois mandamentos".

- Diversas passagens dos evangelhos apresentam Jesus em discussão com os fariseus e mestres da lei. No diálogo de hoje, Jesus ensina sobre o amor e o declara como o maior mandamento. Amar a Deus significa também amar o próximo como a si mesmo. Para as escrituras, esse amor consiste mais em ações do que em palavras. Peça ao Senhor que alargue seu coração para que o amar vá transformando sua vida.

- Como você tem compreendido o amor a Deus e às pessoas? Como você pratica no cotidiano de sua vida esse amor proposto por Jesus?

- “Toda a Lei e os profetas dependem desses dois mandamentos”, diz Jesus sugerindo que se ame a todas as pessoas. Diz assim Ana Jácomo:

“Gostoso é olhar para o caminho percorrido e perceber o quanto se avançou com o próprio passo, o próprio ritmo, o próprio jeito de caminhar.
Gostoso é tocar com bondade áreas machucadas do coração da gente e curar um pouquinho mais cada uma ao espalhar o amor por lá.
Gostoso é ficar cada vez mais parecido com a própria essência à medida que o tempo passa, os autoenganos se desmancham e a autenticidade floresce.
Gostoso é fazer também da própria existência um modo de contribuir um pouquinho para o mundo respirar mais macio.
Gostoso é saborear a experiência humana com toda a poesia possível.
Gostoso é levar a vida pra passear com olhos de borboleta, sempre dispostos a se encantar.
Gostoso é amar.”

- Ao final desse momento de escuta da Palavra de Deus, comprometa-se em amar mais e melhor a Deus, as pessoas e toda a criação. Você é muito capaz de amar e servir a quem precisa como fez Jesus.

- Gloria ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo. Assim como era no princípio, agora e sempre. Amém!