Você está em:

18 de Fevereiro, 6ª Feira da 6ª Semana do Tempo Comum

Baixar áudio
- Hoje é dia 18 de fevereiro, 6ª Feira da 6ª Semana do Tempo Comum.

-Despois da experiência que os discípulos de Jesus passaram referente à descoberta de quem é Jesus, percebe-se que a incompreensão e incredulidade dos discípulos permanecem. Embora Pedro tenha reconhecido que Jesus é o messias enviado pelo Pai, isto não ajudará aos discípulos entenderem o modo como esse messianismo vai acontecendo na vida de Jesus. Peça ao Senhor discernimento para que possa compreender que o messianismo de Jesus o leva ao sofrimento e, até mesmo à paixão e morte.

- Abra o coração e se coloca na escuta das palavras do Evangelho de Jesus Cristo Segundo Marcos, Capítulo 8, versículos 34 a Capítulo 9, versículo um:

-“Naquele tempo, Jesus chamou para si a multidão, juntamente com os discípulos, e disse-lhes: “Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me; pois quem quiser salvar sua vida a perderá; mas quem perder sua vida por causa de mim e do Evangelho, a salvará. Com efeito, que adianta a alguém ganhar o mundo inteiro e arruinar a sua vida? Que poderia dar em troca de sua vida? Se alguém se envergonhar de mim e de minhas palavras em meio a esta geração adúltera e pecadora, também o Filho do Homem se envergonhará dele, quando vier na glória do seu Pai, com seus santos anjos”. Dizia-lhes ainda, “Em verdade vos digo: alguns dos que estão aqui não experimentarão a morte, sem antes terem visto o Reino de Deus chegar com poder””.

- O reconhecimento do messianismo de Jesus traz grandes consequências para a vida dos discípulos. Seguir Jesus, agora, exige entrega total, pois é participação na vida do Senhor. É caminhar junto com o Filho de Deus e esse seguimento, tanto para os discípulos do seu tempo, quanto para nós cristãos, seguidores de Cristo, exige conversão constante. Peça ao Senhor que você possa se colocar sempre no seguimento do Senhor.

- Jesus chama a multidão, juntamente com seus discípulos para lhes dizer das exigências do seguimento, afirmando que alguns dos presentes, com certeza, não provarão a morte, sem antes terem visto o Reino de Deus chegar com poder. Você seria capaz de aceitar as condições propostas?

- “Se alguém quer vier após mim, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me! Pois quem quiser salvar sua vida a perderá, mas quem perder sua vida por causa de mim e do Evangelho a salvará”. Seguir Jesus é se colocar à disposição do irmão. Esse gesto solidário te leva a renunciar a si mesmo. Mas “renunciar” não é negação do que se é, mas uma adesão livre para bem viver o sentido da entrega a Deus e aos outros. Veja o que diz o Salmo 37:

Espera no Senhor e faze o bem,
Assim habitarás na terra e apresentarás em segurança.
Põe tuas delícias no Senhor
E te concederás o desejo do teu coração.
Entrega ao Senhor o teu caminho,
Espera nele, e ele agirá;
Fará brilhar como a luz a tua justiça,
E o teu direito, como o sol do meio-dia.
Descansa no Senhor e espera por ele;
Não rivalizes com quem prospera no seu caminho,
Com aquele que trama ciladas.

- Termine sua oração dando graças pela presença do Senhor em sua vida. Alegre-se, pois ele te convida ao seguimento. Ele é Luz que clareia o caminho daquele que faz sua renúncia si mesmo, reconhece a vida como dom de Deus e aceita a vocação de se colocar ao serviço do outro.

- O Senhor nos abençoe e nos guarde. O Senhor nos mostre o Seu rosto brilhante. O Senhor nos conceda sempre a sua paz.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo. Assim como era no princípio, agora e sempre. Amém.