Você está em:

17 de janeiro, 2ª feira da 2ª Semana do Tempo Comum| Memória de Santo Antão

Baixar áudio
- Hoje é dia 17 de janeiro, segunda-feira da 2ª Semana do Tempo Comum | memória de Santo Antão

- “Enquanto o noivo está com eles, os convidados não podem jejuar.”, diz o evangelho de hoje. Estamos no início de uma nova caminhada com Jesus. O Tempo Comum nos recorda esse dia a dia da nossa fé na companhia de Jesus. Ele é a alegria da nossa vida, o motivo da nossa festa. Peça ao Senhor a graça de reconhecer a sua presença no meio de nós e de se alegrar com Ele.

- Escuta o Evangelho segundo Marcos, capítulo 2, versículos 18 a 22:

Naquele tempo, os discípulos de João Batista e os fariseus estavam jejuando. Então, vieram dizer a Jesus: “Por que os discípulos de João e os discípulos dos fariseus jejuam, e os teus discípulos não jejuam?” Jesus respondeu: “Os convidados de um casamento poderiam, por acaso, fazer jejum, enquanto o noivo está com eles? Enquanto o noivo está com eles, os convidados não podem jejuar. Mas vai chegar o tempo em que o noivo será tirado do meio deles; aí, então, eles vão jejuar. Ninguém põe um remendo de pano novo numa roupa velha; porque o remendo novo repuxa o pano velho e o rasgão fica maior ainda. Ninguém põe vinho novo em odres velhos; porque o vinho novo arrebenta os odres velhos e o vinho e os odres se perdem. Por isso, vinho novo em odres novos”.

- A presença de Jesus é um convite a experimentar a bondade e a alegria de Deus. Não pode haver necessidade diante dele. É necessária uma transformação interior para acolhermos a boa nova. Senão perdemos a mensagem e a presença de Deus conosco. Converse com Deus sobre sua disposição em permanecer fiel a Ele, apesar das contrariedades que vives...

- Consegues sentir a alegria da presença de Jesus em ti? Tens a coragem de transformar-te para acolheres a novidade do amor de Deus e deixar-te transbordar por ele?

- “Ninguém põe um remendo de pano novo numa roupa velha... Ninguém põe vinho novo em odres velhos... vinho novo em odres novos”. Sê corajoso! Transforma-te na novidade de Deus para ti e para os outros. Renova-te pela presença do Senhor em ti. Veja o que diz o poema “Renova-te”, de Cecília Meireles:

Renova-te.
Renasce em ti mesmo.
Multiplica os teus olhos, para verem mais.
Multiplica os teus braços para semeares tudo.
Destrói os olhos que tiverem visto.
Cria outros, para as visões novas.
Destrói os braços que tiverem semeado,
Para se esquecerem de colher.
Sê sempre o mesmo.
Sempre outro.
Mas sempre alto.
Sempre longe.

- Termina a tua oração acolhendo a novidade de Deus para o teu dia. Ele traz sentido para todas as tuas vivências. Mesmo no sofrimento, agradeça a presença de Deus que te sustenta e te mantém de pé. Busque conforto no Senhor!

- Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo; como era no princípio, agora e sempre, amém!