Você está em:

16 de julho, Sábado da 15ª semana do Tempo Comum|Festa de Nossa Senhora do Carmo

Baixar áudio
-Hoje é dia 16 de julho, Sábado da 15ª semana do Tempo Comum – Festa de Nossa Senhora do Carmo.

- Dirigindo a palavra às multidões, Jesus, interpelado por alguém, é informado que sua mãe e seus irmãos queriam falar com ele. Respondendo quem é sua mãe e seus irmãos, Jesus faz referência a todos os que fazem a vontade do Pai. Hoje a Igreja celebra Maria, a mãe de Deus, a mãe de muitas faces sob o título de Nossa Senhora do Carmo. Maria foi aquela que se dispôs a fazer a vontade de Deus, aceitou nela acontecer, pelo seu sim, o projeto do Pai, a encarnação de seu Filho amado. Peça ao Senhor a graça de acolher em seu coração a sua palavra e fazer-se servidor dela.

-Com seu coração aberto, acolha o Evangelho de São Mateus, capítulo doze, versículos quarenta e seis a cinquenta.

Naquele tempo, enquanto Jesus estava falando às multidões, sua mãe e seus irmãos ficaram do lado de fora, procurando falar com ele. Alguém disse a Jesus: "Olha! Tua mãe e teus irmãos estão aí fora, e querem falar contigo". Jesus perguntou àquele que tinha falado: "Quem é minha mãe, e quem são meus irmãos?" E, estendendo a mão para os discípulos, Jesus disse: "Eis minha mãe e meus irmãos. Pois todo aquele que faz a vontade do meu Pai, que está nos céus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe".

- Deus veio habitar no meio de seu povo. Veio até nós como missionário do Pai, como revelador do projeto de Deus que é o amor e vida para todos. Toda sua vida foi para fazer a vontade de Deus. Até mesmo no momento supremo de sua dor e de seu amor, disse: seja feita, ó Pai, a vossa vontade. O importante não é apenas o parentesco carnal que temos entre nós, mas fazer a vontade de Deus. Importa é fazer parte da família de Jesus que extrapola os laços da carne, é comprometer-se com cada pessoa pelo serviço de amor, doação defendendo a vida e destruindo as forças de morte. O que Deus quer de nós é que sejamos presença dele no coração do mundo tantas vezes marcado pelos descaminhos geradores de tristeza e dor. Façamos a vontade de Deus inspirando-nos nas palavras e ações de seu Filho amado.

- À luz do evangelho de hoje, deixe-se questionar: tenho consciência de pertencer à família de Jesus? Busco fazer o que Deus quer através de minhas palavras e gestos? Busco colocar em prática os ensinamentos de Jesus?

- “Todo aquele que faz a vontade do meu Pai que está nos céus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe” . Refletindo sobre a importância da nossa resposta ao chamado de Deus, o nosso eis-me aqui Senhor para fazer a vossa vontade, o Papa Francisco afirmou que: “depois de Adão, que se esconde porque tinha medo do Senhor, Deus começa a chamar e a ouvir a resposta daqueles homens e mulheres que dizem: “Eis-me, estou disposto, estou disposta”....O Senhor dialoga sempre com aqueles que convida a percorrer esta estrada e a dizer o eis-me....A vida cristã é isto: um eis-me, um eis-me contínuo para fazer a vontade do Senhor. E um atrás do outro…. É belo ler a Escritura, a Bíblia, buscando as respostas das pessoas ao Senhor, como respondiam, e encontrar estas respostas é tão bonito. ‘Eis-me, eu vim para fazer a Tua vontade'”.

- Termine sua oração agradecendo a Deus o dom de sua Palavra. Peça a graça de também ser sinal do seu amor para com todas as pessoas fazendo a sua vontade segundo o seu coração.

- Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres
e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus.
Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós pecadores, agora e na hora da nossa morte. Amem.