Você está em:

15 de novembro, 3ª feira, 33º Semana do Tempo Comum

Baixar áudio
- Hoje é dia 15 de novembro, 3ª feira da 33º Semana do Tempo Comum.

-Em nosso dia, somos chamados a acolher a Palavra de Deus que ilumina nossos passos e traz sentido para tudo aquilo que experimentamos. Peça ao Senhor a graça de deixar-te conduzir pela Sua Palavra, de acolher com disposição Sua vontade, de permanecer na presença Dele para que tudo que que faças, comece e termine Nele.

-Escuta o Evangelho segundo Lucas, capítulo 19, versículos 1 a 10:

Naquele tempo, Jesus tinha entrado em Jericó e estava atravessando a cidade. Havia ali um homem chamado Zaqueu, que era chefe dos cobradores de impostos e muito rico. Zaqueu procurava ver quem era Jesus, mas não conseguia, por causa da multidão, pois era muito baixo. Então, ele correu à frente e subiu numa figueira para ver Jesus, que devia passar por ali. Quando Jesus chegou ao lugar, olhou para cima e disse: “Zaqueu, desce depressa! Hoje eu devo ficar na tua casa”. Ele desceu depressa, e recebeu Jesus com alegria. Ao ver isso, todos começaram a murmurar, dizendo: “Ele foi hospedar-se na cada de um pecador!” Zaqueu ficou de pé, e disse ao Senhor: “Senhor, eu dou a metade dos meus bens aos pobres, e se defraudei alguém, vou devolver quatro vezes mais”. Jesus lhe disse: “Hoje a salvação entrou nesta casa, porque também este homem é um filho de Abraão. Com efeito, o Filho do Homem veio procurar e salvar o que estava perdido”.

-A Palavra caminha entre nós. Jesus nos ensina que é seu desejo estar no meio dos homens como aquele que traz uma esperança renovada, uma nova realidade, uma transformação interior que começa com o desejo de mudança. Converse com Deus sobre tua vontade de se comprometer com a vida nova, fruto da relação amorosa com Deus que busca todo ser humano. Deus sabe o que é melhor para ti, confia tua vida ao Senhor.

-Em tua vida, buscas ver o Senhor? Tens deixado Deus te alcançar com o Seu olhar? Na experiência com Deus, verdadeiramente abres teu coração a Ele e tuas mãos aos irmãos?

-Diz o evangelho: “Quando Jesus chegou ao lugar, olhou para cima...”. O olhar de Jesus alcançou Zaqueu na sua miséria. É um olhar incondicional de acolhida, de amor. Sem julgamento. Sem exigências. Apenas oferece uma nova oportunidade de recomeçar. Um perdão generoso. Um chamado a entrar em outro nível de relação. Diz assim a oração inspirada em P. Loide para que o Mestre e Senhor vá nos convertendo:

Converte-me primeiro a mim,
para que eu possa anunciar a outros tua Boa Notícia.
Dá-me audácia.
Neste mundo cético e autossuficiente tenho vergonha e medo.
Dá-me esperança.
Nesta sociedade medrosa e fechada,
também eu tenho pouca confiança nas pessoas.
Dá-me amor.
Nesta terra insolidária e fria,
também eu sinto pouco amor.
Dá-me constância.
Neste ambiente cômodo e superficial,
também eu me canso facilmente.
Converte-me primeiro a mim,
para que eu possa anunciar a outros tua Boa Notícia.

- Termine tua oração agradecendo o olhar amoroso de Jesus sobre ti. Com alegria, experimente em tua caminhada este olhar generoso que te chama a uma maior intimidade com Ele. Coloca-te diante do Senhor com “todos os teus bens” e te faças solidário com aqueles que são prejudicados pela tua ganância.

- Pai nosso que estais nos céus; santificado seja o vosso nome, venha a nós o vosso Reino, seja feita a tua vontade, assim na terra, como no céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje. Perdoa-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido. E não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.