Você está em:

13 de fevereiro, 6º domingo do Tempo Comum

Baixar áudio
-Hoje, 13 de fevereiro, 6º domingo do Tempo Comum.

- O evangelho de hoje é o das bem-aventuranças, um programa de felicidade que Jesus apresenta para os seus amigos. Não algo externo, mas atitudes que plenificam a vida. A felicidade nos escapa quando a buscamos “fora”, como fim em si mesma, para saciar nosso ego insaciável. Jesus vive intensamente as bem-aventuranças. Elas são o seu autoretrato. Jesus é o bem-aventurado. Peça ao Senhor que te ajude discernir a felicidade passageira da sua proposta de verdadeira alegria.

- Ouça o Evangelho de Lucas capítulo 6, versículos 17 e 20 a 26:

- Jesus desceu com eles da montanha e parou num lugar plano. Ali estavam muitos de seus discípulos e uma grande multidão do povo, de toda a Judeia e de Jerusalém, e do litoral de Tiro e Sidônia. Então ergueu o olhar para os discípulos e disse-lhes: “Bem-aventurados vós, os pobres, pois, vosso é o Reino de Deus! Bem-aventurados vós que agora passais fome, pois sereis saciados! Bem-aventurados vós que agora estais chorando, pois, haveis de rir! Bem-aventurados sereis quando vos odiarem, vos expulsarem e injuriarem, quando banirem vosso nome como coisa má, por causa do Filho do Homem. Alegrai-vos, nesse dia, e exultai, pois, grande é vossa recompensa
no céu. Assim os pais deles faziam aos profetas. Mas, ai de vós. Ricos, pois, já tendes vossa consolação! Ai de vós que agora estais fartos, pois, passareis fome! Ai de vós que agora estais rindo, pois ficareis de luto e chorareis! Ai de vós quando todos falarem bem de vós, pois assim os pais deles faziam aos falsos profetas”.

- Jesus chama de bem-aventurados ou felizes os pobres, os que tem fome, os que choram, os que são odiados, rejeitados, insultados e perseguidos por causa de Jesus. Isso significa que são perseguidos por serem honestos, por falarem a verdade do Evangelho, por defenderem os pobres, os excluídos da sociedade. Além das bem-aventuranças, Jesus também pronuncia 4 mal-aventuranças ou Ais. Jesus quer a todos felizes, vivendo na justiça, na fraternidade, na partilha dos bens que são presentes da bondade de Deus para todos. Só que na nossa realidade alguns tem demais, outros pouco demais, sem o necessário para uma vida digna. Peça ao Senhor que te guie nos passos para viver seu projeto.

- Jesus nos faz uma proposta de vida garantindo que é a que conduz à felicidade. É este o caminho que você procura seguir na sua vida? De que lado você está? Dos pobres, dos que sofrem, dos que não tem o necessário para viver ou dos que se regalam em festas quase todos os dias? Dos que tem em grande abundância, mas estão apegados aos bens?

- “Bem-aventurados...” nos diz Jesus. E o salmo 1 nos lembra:

Bendito o homem que confia no Senhor! Como a planta junto à terra lança raiz
E venha o sol, o vento, a chuva, o seu verdor.
Permanece vivo e firme. Pois é Deus que o faz feliz!

Agora eu sei que me sustenta a tua mão e me guia a Providência por caminhos só de luz.
Longe de ti não sei viver. Tudo ilusão...
Só em ti busco refúgio, és o Pai que me conduz.

- Conclua sua oração agradecendo a Deus por todas as pessoas que se dedicam aos outros, que cuidam de crianças, doentes, idosos. Agradeça por todos os que nesta pandemia deram as mãos para ajudar os moradores de rua e levaram alimento aos mais pobres.

- Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém!