Você está em:

11 de novembro, 6ª feira, 32ª Semana do Tempo Comum

Baixar áudio
- Hoje é dia 11 de novembro, 6ª feira, 32ª Semana do Tempo Comum.

-Nesse dia somos exortados a prontidão e uma vivência conforme ao Evangelho diante da chegada inesperada do Senhor. É uma espera, porém confiante, marcada pelo seguimento de Jesus Cristo, uma espera amorosa de quem anseia pela manifestação do Reino de Deus. Peça ao Senhor, nesse momento, a graça da vigilância e de um autêntico seguimento a Jesus Cristo, em cada momento de sua vida.

-Escute o Evangelho segundo Lucas, capítulo 17, versículos de 26 a 37.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: “Como aconteceu nos dias de Noé, assim também acontecerá nos dias do Filho do Homem. Eles comiam, bebiam, casavam-se e se davam em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca. Então chegou o dilúvio e fez morrer todos eles. Acontecerá como nos dias de Ló: comiam e bebiam, compravam e vendiam, plantavam e construíam. Mas no dia em que Ló saiu de Sodoma, Deus fez chover fogo e enxofre do céu e fez morrer todos. O mesmo acontecerá no dia em que o Filho do Homem for revelado. Nesse dia, quem estiver no terraço não desça para apanhar os bens que estão em sua casa. E quem estiver nos campos não volte para trás. Lembrai-vos da mulher de Ló. Quem procura ganhar a sua vida vai perdê-la, e quem a perde vai conservá-la. Eu vos digo, nessa noite, dois estarão numa cama: um será tomado e o outro será deixado. Duas mulheres estarão moendo juntas: uma será tomada e a outra será deixada. Dois homens estarão no campo: um será levado e o outro será deixado”. Os discípulos perguntaram: Senhor, onde acontecerá isso?”Jesus respondeu: “Onde estiver o cadáver, aí se reunirão os abutres”.

-O discurso sobre a vinda do Filho do Homem é dirigida aos discípulos, de uma forma catequética. Essa vinda do Filho do Homem coincide com a instauração definitiva do Reino de Deus. Os exemplos dos dias de Noé e de Ló servem para advertir para a prontidão, a vigilância, dado que ninguém sabe quando essa vinda acontecerá. A prontidão é uma atitude que o cristão é convidado a ter sempre, porém é necessária uma espera confiante, aberta ao imprevisível. Na segunda parte desse texto são elencadas as atitudes que os cristãos e cristãs são chamados a ter, quando essa vinda acontecer. Essas atitudes são: o não preocupar-se em salvar os bens terrestres, mas abrir-se a esse evento e deixar-se transformar a fim de desfrutar dessa vida nova em Cristo. Peça ao Senhor que te ajude a cultivar a essa atitude de prontidão.

-No decorrer da sua vida, há essa espera ativa, vigilante, ou já se acomodou? Quais sinais do Reino consegue identificar no dia a dia? Como você torna visível o Reino de Deus com sua presença no trabalho, na sua família, nas redes sociais, e nos ambiente onde atua?

-“Quem procura ganhar a sua vida vai perdê-la, e quem a perde vai conservá-la”, disse Jesus. Somos convidados, a tomar consciência da necessidade de uma espera confiante da vinda definitiva de Deus. Porém, não podemos esperar passivamente, pois ao aderirmos a Jesus, somos chamados a permanecermos fiéis a vontade de Deus, percebendo na realidade sinais de seu Reino e o tornando visível por meio do nosso testemunho. Diz o Salmo 15:

Senhor quem morará em vossa casa?
É aquele que caminha sem pecado e pratica a justiça fielmente:
que pensa a verdade no seu íntimo e
não solta em calúnias sua língua

Que em nada prejudica o seu irmão,
nem cobre de insultos seu vizinho;
que não dá valor algum ao ímpio,
mas honra os que respeitam o Senhor.

Não empresta dinheiro com usura,
nem se deixa subornar contra o inocente.
Jamais vacilará quem vive assim.

-Agradeça a Deus pelos sinais de sua presença amorosa na sua vida, na sua caminhada e ofereça a Deus sua reflexão e desejo de estar sempre pronto a responder a sua vontade.

-Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo. Assim como era o princípio, agora e sempre. Amém!