Você está em:

11 de maio, 4ª feira da 4ª semana da Páscoa

Baixar áudio
-Hoje é 11 de maio, quarta-feira, da 4ª semana Pascal .

- Jesus é o enviado do Pai ao mundo, a fim de que o mundo creia. Ele é a luz do mundo, enviada às trevas, a fim de iluminá-las e convertê-las em espaço de luz. A luz é a palavra encarnada, o Verbo de Deus que leva à plena realização a vontade e projeto de Deus. Ore ao Senhor e peça-lhe que esta luz o ilumine, fazendo de você um sinal de Deus no mundo.

- Escuta o Evangelho segundo João, capítulo 12, versículos 44 a 50.

Naquele tempo: Jesus exclamou em alta voz: 'Quem crê em mim, não é em mim que crê, mas naquele que me enviou. Quem me vê, vê aquele que me enviou. Eu vim ao mundo como luz, para que todo aquele que crê em mim não permaneça nas trevas. Se alguém ouvir as minhas palavras e não as observar, eu não o julgo, porque eu não vim para julgar o mundo, mas para salvá-lo. Quem me rejeita e não aceita as minhas palavras já tem o seu juiz: a palavra que eu falei o julgará no último dia. Porque eu não falei por mim mesmo, mas o Pai, que me enviou, ele é quem me ordenou o que eu devia dizer e falar. E eu sei que o seu mandamento é vida eterna. Portanto, o que eu digo, eu o digo conforme o Pai me falou.'

- Jesus foi enviado ao mundo com a missão de nos salvar e não condenar. Somos queridos e amados por Deus, eleitos para experimentar o seu amor, pois Deus é amor e nos convida a permanecer em seu amor. Deus não enviou seu Filho ao mundo para julgar o mundo e a nós, mas para nos salvar e nos unir a Ele, em perfeita comunhão. Seu mandamento, sua lei é a vida eterna, à qual estamos todos destinados por Cristo, com Cristo e em Cristo. Diga ao Senhor, que você disposto a acolher sua palavra de salvação.

- Somos hoje o reflexo da luz do mundo, ou estamos ainda nas trevas do pecado? A Páscoa de Jesus, a passagem da morte para a vida, tem realizado em nós seus sinais, os frutos de salvação que Deus espera de nós?

- “Quem crê em mim, não é em mim que crê, mas naquele que me enviou”. Somos convidados pelo Filho Jesus a crer no Pai, fonte, caminho e destino final de toda vida eterna. Estamos neste mundo, mas não somos dele, pois estamos destinados à eternidade divina. Diz assim um poema de Santo Agostinho,
A eternidade, assim, não é tempo infinitamente prolongado, mas uma existência sem nenhum limite, ao contrário de, por exemplo, a existência humana que é uma distensão, cujas fronteiras são o nascimento e a morte.

“É impróprio afirmar que os tempos são três: pretérito, presente e futuro. Mas talvez fosse próprio dizer que os tempos são três: presente das coisas passadas, presente das presentes, presente das futuras. Existem, pois, estes três tempos na minha mente que não vejo em outra parte: lembrança presente das coisas passadas, visão presente das coisas presentes e esperança presente das coisas futuras.”

- Conclua tua oração pedindo ao Senhor Eterno a fim de que seja tua vida sinal de eternidade, caminho seguro e de fé para outras pessoas, que estão percorrendo essa estrada chamada vida. Suplica ao Senhor o dom da fé e do testemunho.

-Rainha dos céus, alegrai-vos. Aleluia!
Porque Aquele que merecestes trazer em vosso seio. Aleluia!
Ressuscitou como disse. Aleluia!
Rogai por nós a Deus. Aleluia!
Alegrai-vos e exultai, ó Virgem Maria. Aleluia!
Porque o Senhor ressuscitou, verdadeiramente. Aleluia!