Você está em:

11 de fevereiro, 6ª feira da 5ª Semana do Tempo Comum.

Baixar áudio
– Hoje é dia 11 de fevereiro, 6ª feira da 5ª Semana do Tempo Comum.

– No evangelho de hoje, Jesus ainda caminha por uma região pagã e lhe pedem para curar um surdo. Jesus faz um gesto curioso, cospe no chão e com sua saliva toca a língua do enfermo. Este gesto lembra o ato criador de Deus que cria o humano a partir da terra. Independente do gesto, o mais importante é que a doença foi curada e que o homem prosseguiu com sua vida normalmente. Peça ao Senhor que te ajude a compreender que somos todos irmãos e irmãs e que a salvação é para todos.

– Escuta o Evangelho Segundo Marcos, capitulo 7, versículos 31 a 37:

Naquele tempo: Jesus saiu de novo da região de Tiro, passou por Sidônia
e continuou até o mar da Galiléia, atravessando a região da Decápole. Trouxeram então um homem surdo, que falava com dificuldade, e pediram que Jesus lhe impusesse a mão.
Jesus afastou-se com o homem, para fora da multidão; em seguida colocou os dedos nos seus ouvidos, cuspiu e com a saliva tocou a língua dele.
Olhando para o céu, suspirou e disse: 'Efatá!', que quer dizer: 'Abre-te!'
Imediatamente seus ouvidos se abriram, sua língua se soltou e ele começou a falar sem dificuldade.
Jesus recomendou com insistência que não contassem a ninguém.
Mas, quanto mais ele recomendava, mais eles divulgavam.
Muito impressionados, diziam: 'Ele tem feito bem todas as coisas:
Aos surdos faz ouvir e aos mudos falar'.

–Ao realizar a cura do surdo mudo, Jesus liberta o ser humano e resgata sua dignidade, oferecendo condições para discernir e proclamar a palavra. O toque do Senhor chegou aos lugares mais profundos de seu ser e conseguiu retirar a limitação que se impusera em sua vida. Nesta perspectiva, apresente ao Senhor suas próprias limitações, as vezes em que você não escuta a Palavra que ele te fala, o coração endurecido que te distancia desse Deus e como aquele homem, deixe que o Senhor toque a tua surdez e te faça perceber aquilo que precisa ser transformado.

– Você realmente escuta a Palavra de Deus? Sua vida está sendo transformada pela Palavra? Como pode se colocar em plena sintonia com a Palavra proclamada?

– “Jesus faz bem todas as coisas”, diz o evangelho. A bondade de Deus é plenamente comunicada por Jesus. Esta alegria deve ser também por nós comunicada a toda a humanidade. Veja o que diz o teólogo Henri Nouwen, e deixemo-nos transformar:

"Lamentar é algo que nos empobrece e nos faz lembrar vivamente de nossa pequenez. Mas é precisamente aqui, no meio da dor, da pobreza ou da fraqueza que o Dançarino nos convida a levantar e a dar os primeiros passos.
É dentro do nosso sofrimento, e nunca fora dele, que Jesus entra em nossa tristeza, toma-nos pela mão, puxa-nos gentilmente, fazendo-nos ficar de pé e nos convida a dançar.
E descobrimos o caminho da oração, como o salmista: "Converteste o meu pranto em dança" (Sl 30,11) porque, no âmago da nossa tristeza, encontramos a graça de Deus.
E, enquanto dançamos, percebemos que não precisamos ficar confinados ao diminuto espaço da nossa tristeza, mas podemos sair dali. Paramos de centralizar nossa vida em nós mesmos. Chamamos os outros para dançarem conosco a dança maior. Aprendemos a dar espaço a outros, e principalmente ao "Outro Gracioso' que está no nosso meio. E quando nos fazemos presentes para Deus e seu povo, nossa vida é ainda mais enriquecida.
Constatamos que o mundo é nossa pista de dança: nosso passo torna-se mais leve e ligeiro, porque Deus está chamando outros a dançarem também."

– Termina tua oração rezando com “sua surdez”. Não tenha receio de apresentá-la ao Senhor, pois Ele é aquele que pode arrancar do seu coração as resistências que te atrapalham no caminho cristão.

- Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.