Você está em:

07 de setembro, 4ª feira, 23ª Semana do Tempo Comum

Baixar áudio
-Hoje é dia 07 de setembro, 4ª feira, 23ª Semana do Tempo Comum.

- Você vai começar a sua oração com a Palavra de Deus no evangelho hoje narrado por São Lucas. É um momento importante no seu dia. Toma consciência da tua vida interior, da verdade secreta do teu ser, que só você conhece e também do lugar onde se encontra. Deus está onde você está. Não precisa procurá-lo, só precisa assumir a verdade da sua presença e deixar que Ele te conduza nos caminhos da oração.

- Escute o Evangelho de Lucas, capítulo 6, versículos 20 a 26:

Naquele tempo, Jesus levantando os olhos para os seus discípulos, disse:
"Bem-aventurados vós, os pobres, porque vosso é o Reino de Deus!
Bem-aventurados, vós que agora tendes fome, porque sereis saciados!
Bem-aventurados vós, que agora chorais, porque havereis de rir!
Bem-aventurados sereis, quando os homens vos odiarem,
vos expulsarem, vos insultarem e amaldiçoarem o vosso nome,
por causa do Filho do Homem!
Alegrai-vos, nesse dia, e exultai pois será grande a vossa recompensa no céu;
porque era assim que os antepassados deles tratavam os profetas.
Mas, ai de vós, ricos, porque já tendes vossa consolação!
Ai de vós, que agora tendes fartura, porque passareis fome!
Ai de vós, que agora rides, porque tereis luto e lágrimas!
Ai de vós quando todos vos elogiam!
Era assim que os antepassados deles tratavam os falsos profetas".

-Jesus, ao proclamar “bem-aventurados” os pobres, os famintos, os que choram, os que são perseguidos... jamais quis sacralizar a dor humana. Ao contrário, são bem-aventurados, sim, os pobres, porque, vazios de apegos e cheios de esperança, anunciam o sonho de Deus para a humanidade, uma nova sociedade baseada na solidariedade e na partilha; são bem-aventurados, sim, os famintos, porque trazem nas entranhas a fome de liberdade e sabem que o ser humano e o mundo carregam infinitas possibilidades de crescimento. São bem-aventurados, sim, os que choram porque suas lágrimas demonstram que eles ainda não perderam a sensibilidade, que eles sentem o mundo como injusto e que, por isso, são verdadeiramente os únicos a sonharem, a buscarem e a lutarem por um mundo novo; são bem-aventurados, sim, os que são perseguidos porque seguem corajosamente a estrela do Reino e são sinal de grande transformação realizada por Deus. Peça ao Senhor ser capaz de viver as bem-aventuranças.

-Você escuta estas palavras e pensa: que parte de mim é "pobre" e "rica"? Como é que você está disponível para o sofrimento ou privação? Do que é que preciso de se libertar?

- " "Bem-aventurados...', diz Jesus no evangelho de hoje. As bem-aventuranças são propostas de felicidade. Diz assim Pe. Adroaldo Palaoro:

As bem-aventuranças nos revelam que somos habitados por um impulso que nos torna “buscadores de felicidade”. A felicidade nasce dentro de nós: daquilo que sentimos, que valorizamos, que vivemos... Por isso, as bem-aventuranças não são algo externo, mas atitudes que plenificam nossos corações. A chave da felicidade está em permitir que se revele o sentido da luminosidade que se encontra no fundo de nosso ser. O que nos tira a energia e nos torna impotentes é afastar-nos desse princípio vital que é o Divino em cada ser.

-Termina tua oração agradecendo ao Senhor pelas pequenas felicidades no seu cotidiano. Peça que o Senhor te ajude a revelar seu projeto de felicidade a todas as pessoas para que o Reino de Deus se realize.

-Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Amém.