Você está em:

02 de Fevereiro, 4ª Feira da 4ª Semana do Tempo Comum | Festa da apresentação do Senhor

Baixar áudio
02 de Fevereiro, 4ª Feira da 4ª Semana do Tempo Comum | Festa da apresentação do Senhor

- Hoje é dia 02 de fevereiro, 4ª Feira da 4ª Semana do Tempo Comum. Festa da Apresentação do Senhor no Templo.

- Neste dia a Igreja celebra com alegria e júbilo, dois grandes momentos importantes. A família de Nazaré está no Templo para a festa de purificação de Maria, segundo a Lei de Moisés, e para a apresentação de Jesus, o Filho primogênito que deve ser consagrado ao Senhor. Simeão, movido pelo Espírito, confirma a identidade do recém-nascido. Peça ao Senhor por esse dia. Peça graça e bençãos para que todas as crianças recém-nascidas também possam ser consagradas a Deus e receber bençãos do céu.

- Abra o coração e se coloca na escuta das palavras do Evangelho de Jesus Cristo Segundo Lucas, Capítulo 2, versículos 22 a 32:

“Quando se completaram os dias da purificação, segundo a Lei de Moisés, levaram o menino a Jerusalém para apresenta-lo ao Senhor, conforme está escrito na Lei do Senhor. “Todo primogênito masculino será apresentado ao senhor”; e para oferecer em sacrifício um par de rolas ou os dois pombinhos, como está escrito na Lei do Senhor. Ora, havia em Jerusalém um homem chamado Simeão. Esse homem, justo e piedoso, esperava a consolação de Israel, e o Espírito Santo estava sobre ele. Fora-lhe revelado pelo Espírito Santo que não morreria sem ver o Ungido do Senhor. Impelido pelo Espírito, foi ao Templo, e quando os pais apresentaram o menino para cumprirem as disposições da Lei, tomou-o nos braços e bendisse a Deus, dizendo: “Agora, Senhor, tu deixas ir teu servo, segundo a tua palavra, em paz, porque meus olhos viram a tua salvação, que preparaste à vista de todos os povos: luz para iluminar as nações e glória de Israel, teu povo”. Palavra da Salvação.

- Simeão era homem justo e piedoso e esperava a consolação de Israel, e o Espírito Santo estava sobre ele. A ele fora revelado que não morreria sem ver o Ungido do Senhor.
Peça ao Senhor que você possa ser justo e piedoso como Simeão. Que hoje, tendo passado pela experiência das águas do batismo, tenha também o Espírito do Senhor lhe revelado sentimentos que agradam a Deus.

- Simeão, ao ver o recém-nascido, reconhece ser ele o messias enviado, agradece a Deus pela maravilha que acontece em sua vida. Você seria capaz de reconhecer as boas ações que Deus lhe faz e agradecer?

- “Agora, Senhor, tu deixas ir teu servo, segundo a tua palavra, em paz, porque meus olhos viram a tua salvação, que preparaste à vista de todos os povos: luz para iluminar as nações e glória de Israel, teu povo”. Cremos num Deus que é para todos, universal; um Deus que é luz e graça; um Deus que acolhe, que inclui, que ama por igual não fazendo acepções de pessoas. Veja o que disse o Papa Francisco na homilia do Natal de 2019:

"...Manifestou-se a graça de Deus. Graça é sinônimo de beleza. Nesta noite, na beleza do amor de Deus redescobrimos também a nossa beleza, porque somos os amados de Deus. No bem e no mal, na saúde e na doença, felizes ou tristes, sempre aparecemos lindos a seus olhos: não pelo que fazemos, mas pelo que somos. Em nós, há uma beleza indelével, intangível; uma beleza incancelável, que é o núcleo do nosso ser...
Coragem, não percais a confiança nem a esperança; não penseis que amar seja tempo perdido! Nesta noite, o amor venceu o medo, manifestou-se uma nova esperança; a luz gentil de Deus venceu as trevas da arrogância humana. Humanidade, Deus ama-te e, por ti, fez-Se homem; já não estás sozinha."

- Termine sua oração dando graças pela presença do Senhor em sua vida. Alegre-se,
Pois ele é Luz, é o Messias enviado que veio trazer a salvação para toda a humanidade. É o Deus-conosco que se fez homem e colocou no centro da criação.

- O Senhor nos abençoe e nos guarde. O Senhor nos mostre o Seu rosto brilhante. O Senhor nos conceda sempre a sua paz. Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo. Assim como era no princípio, agora e sempre. Amém.