Você está em:

01 de novembro, 3ª feira, 31ª semana do Tempo comum

Baixar áudio
-Hoje é dia 01 de novembro, 3ª feira, 31ª semana do Tempo comum.

-No evangelho de hoje Jesus conta-nos a parábola dos convidados para o banquete. Quando tudo estava enfim preparado, o anfitrião pede a seus empregados que convide todos aqueles que deveriam partilhar daquele momento. Porém, um por um apresenta uma desculpa para não atender ao convite. Zangado, o dono da casa pede a seu empregado que chame a outros: os aleijados, os cegos, os pobres.... Cada Parábola contada por Jesus possui o objetivo de nos conduzir a uma compreensão profunda acerca de seus ensinamentos. Você também é convidado para o banquete do Reino, reflita sobre a resposta que tem dado ao convite do Senhor.

- Abra o coração e se coloca na escuta das palavras do Evangelho de Jesus Cristo Segundo Lucas, Capítulo 14, versículos de 15 a 24:

Naquele tempo, um homem que estava à mesa, disse a Jesus:
"Feliz aquele que come o pão no Reino de Deus!"
Jesus respondeu: "Um homem deu um grande banquete e convidou muitas pessoas.
Na hora do banquete, mandou seu empregado dizer aos convidados:
'Vinde, pois tudo está pronto'. Mas todos, um a um, começaram a dar desculpas.
O primeiro disse: 'Comprei um campo, e preciso ir vê-lo. Peço-te que aceites minhas desculpas'.
Um outro disse: 'Comprei cinco juntas de bois, e vou experimentá-las.
Peço-te que aceites minhas desculpas'.
Um terceiro disse: 'Acabo de me casar e, por isso, não posso ir'.
O empregado voltou e contou tudo ao patrão. Então o dono da casa ficou muito zangado
e disse ao empregado: 'Sai depressa pelas praças e ruas da cidade.
Traze para cá os pobres, os aleijados, os cegos e os coxos'.
O empregado disse: 'Senhor, o que tu mandaste fazer foi feito, e ainda há lugar'.
O patrão disse ao empregado:
'Sai pelas estradas e atalhos, e obriga as pessoas a virem aqui, para que minha casa fique cheia'.
Pois eu vos digo: nenhum daqueles que foram convidados
provará do meu banquete' ".

-Deus Pai, nos prepara desde toda a eternidade um banquete. E a todos é feito um convite irrecusável. Muitos dizem querer participar deste banquete, mas chegada a hora, voltam atrás com inúmeras desculpas. Muitas vezes consideramos os afazeres da vida cotidiana e nossos próprios interesses mais importantes que as coisas de Deus em nossa vida. A Ressurreição e o céu, figuradas aqui pelo banquete são colocadas em segundo plano, enquanto deveriam ser prioridade.
Faça uma partilha sincera com o Senhor abrindo-se, pela ação do Espírito Santo, a uma revisão de vida consciente e disposta à conversão.

-Quando Jesus nos convida ao amor, à misericórdia, à humildade, a compartilhar com gratuidade, a ser o menor entre todos, qual é seu acolhimento ao convite?
Será que estará disponível quando for o momento certo?

- “Traze para cá os pobres, os aleijados, os cegos e os coxos', convida o dono do banquete. Nenhum dos primeiros convidados entende a primazia do convite de Deus. A igreja dos pobres, aleijados, cegos e coxos é formada por nós, que somos chamados, que ouvimos o anúncio e que o aceitamos. Formamos com todos os demais este segundo grupo de convidados que podem estar à mesa do Senhor. Convém dizer claramente e sublinhar que somente a graça, o amor, a misericórdia de Deus nos concedem a participação. Ser santo é amar a Deus e confiar nele acima de todas as coisas. As desculpas humanas, muito humanas, transformaram-se em impedimento para a participação no Reino de Deus. O Papa Francisco diz:

“O(a) santo(a) é capaz de viver com alegria e sentido de humor. Sem perder o realismo, ilumina os outros com um espírito positivo e rico de esperança. Ser cristão é ‘alegria no Espírito Santo’”

- Termine sua oração dizendo ao Senhor que tu és indigno de comparecer diante dele, mas que confia no amor dele por você e peça que Ele te acolha em sua graça. Apresente ao Senhor o pedido pela paz no mundo, no Brasil e em seu coração.

-Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo. Assim como era no princípio, agora e sempre. Amém.