Você está em:

Santuário São Judas Tadeu: momento especial de oração com os enfermos

Centenas de fiéis participaram da Missa presidida por dom Walmor na manhã desta Quarta-feira Santa, no Santuário São Judas Tadeu, no bairro da Graça. O momento foi dedicado aos idosos e enfermos.
 

Durante a homília, dom Walmor falou que Deus “faz brotar em nós a força, em razão da intimidade que temos com Ele”. O Arcebispo destacou que algumas pessoas permanecem de pé mesmo sofrendo, graças à força que vem da fé, e alertou que, muitas vezes, o homem procura soluções na contramão do amor. Contudo, lembrou que a dignidade humana, mesmo sombreada pelo pecado, tem valor infinito para Deus que,  ao ofertar seu Filho na cruz,  nos salva pela sua redenção. “Devemos dar lugar à confiança em Deus”, afirmou, lembrando que o sofrimento humano não é em vão, e que todos são participantes do sofrimento de Cristo. 
 

Dom Walmor, então, convidou os fiéis a tomarem alguns remédios: o remédio do amor,  do abraço, da atenção e o remédio da acolhida. “Esse é tão gostoso”, disse, chamando a atenção de todos para a importância de se abrir o coração ao próximo e, também, deixar-se acolher. “Temos os remédios que precisamos.   Quem toma se recupera ou tem a força interna para avançar. Deus é nosso auxiliador”. O Arcebispo propôs, então, um exercício de fé, convidado os fiéis a repetirem a frase “Deus é  meu auxiliador”.
 

Ainda durante a celebração, dom Walmor conferiu a Unção dos Enfermos, lembrando que o Sacramento traz a graça da saúde, e deixou uma mensagem para pacientes,  profissionas de saúde e cuidadores: “Vivenciem a experiência da fé e depositem em Deus toda a confiança no amor de Cristo”.

Imprensa: TV Globo