Você está em:

Meus pés me levam ao seu encontro

Recordemos o caminho de formação do cristão, desde a Igreja nascente, que sempre teve caráter de experiência, na qual era determinante o encontro vivo com Cristo, anunciado por autênticas testemunhas. Façamos, também hoje, testemunhas do encontro com Cristo, oferecendo uma identidade cristã para aqueles que, na busca do sentido da vida, se coloquem no amor e no seguimento de Jesus Cristo.

 

A Igreja originária das primeiras comunidades chega até aqui, no século XXI, chamando todos para o grande encontro. Ela cumpre o mandato de Jesus que disse: “Ide e fazei discípulos entre todas as nações” (Mt 28,19). Homens e mulheres ouviram esse chamado, saíram ao encontro das pessoas e anunciaram a Boa Nova.

  

Os jovens mais fortemente interagidos com os grupos de sua comunidade serão aqueles que se proporão a levar esta interação com os mais afastados .

Hoje, somos convocados a dar continuidade ao cumprimento desse mandato de Jesus, fazendo discípulos ao nosso redor. E, ao percorrer caminhos mais distantes, agir para que ressoe o anúncio àqueles que estão fora da Igreja à procura de um caminho.

 

Este mandato de Jesus constitui o lema da Jornada Mundial da Juventude para este ano. Todos os jovens são chamados para se deixarem impregnar desse vigor de Deus, dessa sua jovialidade que é o modo de ser próprio de Deus. Este mandato de Jesus oferece o sentido de vida para o cristão que, desejoso de viver o compromisso de ser batizado, é orientado para ir ao encontro do outro e, ao mesmo tempo, deixar-se encontrar por Jesus Cristo, caminho, verdade e vida (Jo 14,6).

Como fazer este caminho?
Várias são as formas de caminhar; várias são as propostas que podem se deixar concretizar nas reuniões e grupos, ou comunidades. Cada grupo, do seu jeito, na sua realidade, conforme suas possibilidades.

 
O modelo a seguir é Jesus Cristo. O conteúdo é a sua vida, a Palavra encarnada. Os jovens mais fortemente interagidos com os grupos de sua comunidade serão aqueles que se proporão a levar esta interação com os mais afastados. É bom lembrarmos aqui: ser jovem não é só questão de idade, é questão de vitalidade, essência do vigor de Deus.

 

A Campanha da Fraternidade deste ano ajuda a caminhada. Traz como tema: “Fraternidade e Juventude” e o lema: “Eis-me aqui, envia-me” (Is 6,8). Ela apresenta ótima proposta de encontros que podem iluminar as reuniões dos jovens, as catequeses com as crianças e adolescentes, os encontros de Crisma, todos voltados para o diálogo,  a integração com as outras pessoas. São encontros que ajudam a estimular a criatividade.

 

Formar identidade cristã,transformar-se 

pelos santos mistérios celebrados, e permitir-se exalar o perfume do Cristo ressuscitado .

A catequese aproveita esse momento missionário e se coloca à disposição para todos aqueles que desejam percorrer um caminho com Cristo. Formar identidade cristã, aprofundar a fé, entranhar-se no mistério de Cristo, transformar-se pelos santos mistérios celebrados, embrenhar-se no seu perfume e, depois, permitir-se exalar o perfume do Cristo ressuscitado na sua caminhada.

 

Vamos colocar os nossos pés no chão da vida. Ir ao encontro do outro. O caminho é contínuo, permanente. Vamos fazer ecoar a Palavra de Deus no nosso itinerário catequético.

 

Para refletir:

Quais os principais desafios encontrados em seu itinerário?
Que ensinamentos de Jesus podem ajudar a esclarecer nossa mente e coração?

 

Neuza Silveira de Souza
Comissão Arquidiocesana de Catequese de BH