Você está em:

Dom Walmor nomeia coordenadores e conselheiros do Memorial da Arquidiocese

O arcebispo dom Walmor presidiu reunião que nomeou os coordenadores e conselheiros do Memorial da Arquidiocese de Belo Horizonte para os próximos três anos. A cerimônia foi realizada na quinta-feira, dia 26 de junho, na sede do Memorial. O monsenhor Geraldo dos Reis Calixto, chanceler da Arquidiocese de Belo Horizonte, fez o anúncio da nomeação.

Maria Goretti Gabrich, nova diretora executiva do Memorial, agradeceu ao arcebispo pela confiança e se disse estimulada com os desafios. “Ciente do tamanho e da importância do patrimônio cultural de nossa Arquidiocese, peço a participação e o apoio de todos para que com esforço e competência possamos expandir o maravilhoso trabalho”.

O bispo auxiliar dom Joaquim Mol, que também é Vigário Episcopal para a Comunicação e Cultura, ressaltou a importância da cultura para a Igreja: “O Pontifício Conselho para a Cultura, do qual faço parte, é hoje é o principal organismo da Igreja em diálogo com o mundo. Acredito que a cultura expressa o que Deus é, a beleza na sua essência”. Dom Mol também agradeceu por todo o trabalho realizado até o momento pelo Memorial e destacou o bonito caminho que será traçado a partir de agora com o apoio de todos.

Dom Walmor lembrou que em 2015 o Memorial completará 10 anos de trabalho, com uma expressão de grande importância para a Arquidiocese e para Minas Gerais. “Estamos dando continuidade a um caminho importante, tanto pelo que já fizemos e por tudo o que ainda será feito. Um caminho audacioso e cheio de esperanças, principalmente porque este trabalho também estará no coração pulsante de nossa Catedral Cristo Rei. Este é um broto de esperança, que vai florescer e dar muitos frutos com a colaboração de todos”.

Veja os coordenadores e conselheiros nomeados para o próximo triênio:
 

Coordenadores:
Maria Goretti Gabrich Fonseca Freire Ramos – diretora executiva do Memorial
Mônica Eustáquio Fonseca – coordenadora do Inventário do Patrimônio Cultural
Padre José Geraldo Sobreira – coordenador do Museu Arquidiocesano de Arte Sacra
Padre Marcelo do Carmo Ferreira – coordenador do Arquivo Arquidiocesano

Conselheiros:
Monsenhor Judas Tadeu Vivas
Ângela Gutierrez – presidente do Instituto Cultural Flávio Gutierrez
Fernando Viana Cabral – presidente do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais
JD Vital – jornalista e escritor
Leônidas José de Oliveira – presidente da Fundação Municipal de Cultura
Luiz Gonzaga Teixeira – historiador

O Memorial da Arquidiocese de Belo Horizonte é composto pelo Arquivo Arquidiocesano, Inventário do Patrimônio e Museu Arquidiocesano de Arte Sacra. A criação do Memorial é um projeto pioneiro no Brasil pela valorização do patrimônio histórico e cultural, um passo à frente no compromisso com a conservação e preservação do valioso tesouro constituído pelo acervo histórico e arquitetônico das igrejas. O Memorial procura unificar as ações de proteção, promoção e divulgação dos bens culturais da Arquidiocese, estimulando o envolvimento e conscientizando os cidadãos na preservação do patrimônio cultural religioso. Aberto ao público de segunda a sexta-feira, de 8h as 12h e 13h as 17h. A visitação é gratuita.