Você está em:

Celebrações em Itaúna e em Lavras reúnem fiéis para homenagear Irmã Benigna – 16 de fevereiro

A Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade – Ciansp e a Associação dos Amigos da Irmã Benigna – Amaiben, continuam a dar graças pela vida e santidade da Irmã Benigna e a pedir a Deus pela sua beatificação. No dia 16 de cada mês, é celebrada uma Missa nessas intenções.

A Missa desta sexta-feira, dia 16, será na cidade de Itaúna, a pedido das representantes da Amaiben e dos devotos dessa cidade. A Missa será às 19 horas, na Paróquia de Sant’Ana, situada na Praça Dr. Augusto Gonçalves, 344, Centro.

Em Lavras, a Missa começa às 18 h, na Capela de São José, no Lar Augusto Silva, que fica na Rua Chagas Dória, 750, Centro. A Celebração será presidida pelo padre Vitor de Jesus Nascimento, SCJ.

A Amaiben está organizando ônibus para levar os devotos que desejarem participar da Missa em Itaúna. Os interessados em adquirir passagens devem entrar em contato com com William, no telefone ‎(31) 99809-2640, ou com Mariete, no ‎(31) 99954-2630.

A Serva de Deus Benigna Victima de Jesus (Irmã Benigna) nasceu em 1907, na cidade de Diamantina (MG). Aos 28 anos, em 11 de fevereiro de 1935, ingressou na Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade, fundada por Monsenhor Domingos Pinheiro, congregação Mariana e mineira. Trabalhou em diversas casas da congregação e, em todos os locais por onde passou, levou vida de santidade.

Sem fazer distinção de pessoas, estava sempre disponível para ajudar e acolher, ensinando a todos o valor da oração. Abdicava de si para cuidar dos necessitados, a qualquer hora. Por meio da sua fé, caridade, humildade e a força de suas orações, principalmente a Salve Rainha que rezava com todos, levou muitos à conversão, transformando pessoas, famílias e situações. A todos ensinou a piedade, a fé, o amor a Deus e a Nossa Senhora. Em vida, ela já era considerada Santa. Irmã Benigna faleceu em 16 de outubro de 1981, em Belo Horizonte.

Devido ao grande número de milagres atribuídos à sua poderosa intercessão, foi aberto o Processo de Beatificação em 15 de outubro de 2011. Após o encerramento da fase diocesana, em janeiro de 2013, o processo de beatificação e canonização foi encaminhado para o Vaticano. Atualmente encontra-se na Fase Romana.

As relíquias da Serva de Deus Benigna (Irmã Benigna) encontram-se na Cripta do Ressuscitado, na Capela São Luiz, no interior do Recanto Monsenhor Domingos, em Caeté, aos pés da Serra da Piedade. O Recanto abriga também o Memorial Irmã Benigna, com vasto acervo sobre a religiosa.

Mais informações podem ser obtidas na Associação dos Amigos da Irmã Benigna (Amaiben): contato@irmabenigna.org.br
Site oficial da devoção: www.irmabenigna.org.br