Você está em:

[Artigo] O zelo pela mensagem cristã – Neuza Silveira, Secretariado Arquidiocesano Bíblico-Catequético de Belo Horizonte

Após estudar um pouco sobre as urgências que são apresentadas nas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil – CNBB, percebe-se que alguns assuntos nunca ficam gastos, e nem tão pouco fora do tempo, como algumas preciosidades que se encontram no Documento Catequese Renovada (CR).

E é sobre algo bem específico que há no documento que vamos falar neste momento, para que o trabalho na catequese tenha o alcance desejado. Refere-se à mensagem cristã. Na verdade, tudo é conteúdo para a Catequese, mas é necessário observar alguns critérios, pois o nosso seguimento é a uma pessoa, a pessoa de Jesus Cristo, ele é a referência.

A todo instante a Catequese haverá de fazer perguntas, quando se diz critérios, para apresentar a mensagem cristã, não se deve pensar em conceitos, seria simplificar demais a nossa fé fechando-a só em alguns conceitos.

Vivemos um momento, em que muita coisa está sendo oferecida, e facilitada, e nem tudo pode ser para a catequese, e vocês já aprenderam, que nem tudo que é bonito é Belo. E o risco de gato por lebre também é grande.

De acordo com os documentos oficiais da Igreja, na finalidade e tarefa da catequese, a fé cristã é entendida como dinamismo de crescimento que tende à maturidade plena.

A finalidade última da catequese é o amadurecimento da fé, tanto das pessoas como das comunidades. É necessário educar para o compromisso social libertador e educar para a celebração da vida. É a questão da catequese inserida no processo interação fé e vida. Nesse sentido o conteúdo é a vida, ele está dentro da vida. Só pode ser achado no dia a dia. Sempre é tempo de se achar o caminho.

Vejam quais são os critérios para apresentar a Mensagem:

• A CENTRALIDADE DA PESSOA DE JESUS;
• Valorização da Dignidade Humana – ENCARNAÇÃO
• Exigência de INCULTURAÇÃO, uma vez que a Mensagem evangélica é destinada a todos os Povos;
• Anúncio da Boa Nova do Reino de Deus em vista da Salvação. Implica em uma Mensagem de Conversão e Libertação;
• A PALAVRA DE DEUS fonte da catequese;
• Caráter Eclesial da mensagem evangélica, que é destinada a todos os Povos;
• A Mensagem cristã é ORGÂNICA; tem uma Hierarquia de Verdades;
Se esses critérios são observados, o conteúdo da catequese será um conhecimento orgânico da mensagem cristã, articulado em torno do Mistério Central da fé, que é a pessoa de Jesus Cristo, e ele é a Palavra de Deus.

A Fonte na qual a catequese busca a sua mensagem é a Palavra de Deus. Esta Palavra é compreendida e vivida pelo senso de Fé do povo de Deus. É celebrada na liturgia, brilha na vida, no testemunho e na caridade dos cristãos.

Na pessoa de Jesus buscamos a referência, para a valorização da dignidade humana, a formação moral, e não moralista, seja em nível pessoal, comunitário ou social, a partir do seguimento e ensinamentos desse homem. “Quem se faz discípulo de Cristo tem direito a receber a Palavra da fé não mutilada, falsificada ou diminuída, e sim completa e integral, em seu rigor e vigor”. (CT30)

Uma catequese que atende aos critérios da mensagem sabe que a narrativa bíblica ajudará a interpretar a vida humana atual à luz das experiências vividas pelo povo de Israel, por Jesus e pela comunidade eclesial, na qual o Espírito do Cristo Ressuscitado vive e opera continuamente.

Ao fazer o plano, planejamento, ou encontro para a catequese, se faz necessário algumas perguntas como: a nossa catequese é Cristocêntrica? Ou se coloca tantas devoções que se perde no caminho? Onde de fato queremos chegar?

Valorizamos mesmo a dignidade humana? Onde precisamos estar? Onde precisamos anunciar e denunciar? Pois é esse o papel do catequista, ser um verdadeiro profeta.

A Catequese deve considerar mais a linguagem existencial dos catequistas e dos próprios catequizandos. Valorizar as experiências de vida. A postura corporal, o olhar, o acolhimento, o tom de voz.

O modo de proceder é a mensagem em prática. Na verdade, a proposta cristã põe à prova, de maneira dinâmica e bem existencial, tudo o que a pessoa é, faz e sente.

Jesus mostra conhecer bem a realidade da vida. Nada que está ao seu redor escapa de seu olhar. Fala de Deus e de seu Reino a partir da situação de vida de seu povo. Assim é a catequese. Falar de Deus a partir da vida e das experiências das nossas comunidades catequizandas e catequizadoras, refletindo sempre: diante da realidade, qual é a mensagem de salvação que devemos anunciar com nossa catequese? Como resposta a Igreja nos orienta: a Mensagem é Jesus Cristo.

Neuza Silveira de Souza – Coordenado do SABIC
Secretariado Arquidiocesano Bíblico-Catequético de Belo Horizonte