Santuário Arquidiocesano

Ermida da Padroeira de Minas - Basílica da Piedade

08h

15h
09h
15h
09h
15h
09h
15h
09h
15h
09h
15h
09h
15h

Basílica Estadual das Romarias

Domingo
09h30
11h
16h30
Você está em:

Santuário da Padroeira de Minas anuncia a sua reabertura

O Santuário Basílica Nossa Senhora da Piedade – Padroeira de Minas Gerais – por meio de sua reitoria, tem a alegria de anunciar a retomada da acolhida aos peregrinos já a partir de terça-feira, dia 12. As visitas devem ser agendadas pela plataforma digital que estará à disposição de todos nesta segunda-feira, 11 de julho, no site do Santuário.

A reabertura torna-se possível após processo bem sucedido de diálogo da Arquidiocese de Belo Horizonte, guardiã do Santuário, com o poder público estadual. As instâncias púbicas todas reafirmaram os procedimentos adotados pelo Santuário Basílica da Padroeira de Minas Gerais, reconhecendo-os essenciais para a proteção de peregrinos e visitantes, além da preservação dos bens naturais, com a fauna e flora, histórico-culturais e religiosos.

O sistema de agendamento para visitação estará disponível já na manhã da próxima segunda-feira, dia 11 de julho. O agendamento das visitas é de fundamental importância para o adequado acolhimento de todos, considerando que o Santuário da Padroeira de Minas Gerais, nos últimos anos, tem registrado expressivo crescimento da presença de peregrinos e turistas.

Manifestamos profunda gratidão pelo o apoio que sempre foi oferecido ao Santuário Basílica de Nossa Senhora da Piedade pelo Estado de Minas Gerais, em especial pelas forças de segurança do Estado, pelo Departamento de Estradas de Rodagem, pela Advocacia Geral do Estado e pelo Instituto Estadual de Florestas. Graças também à permanente abertura para diálogo, cultivada pelo poder público estadual, a Igreja vem exercendo a nobre missão de cuidar do Santuário, onde está a menor basílica do mundo, com a imagem da Mãe Padroeira de Minas Gerais, Nossa Senhora da Piedade. Uma responsabilidade exercida a partir do compromisso com o Evangelho de Jesus Cristo, da convicção de que Maria, Rainha da Piedade, é amparo para os que sofrem, intercedendo para que todos alcancem bênçãos e graças.

VEJA TAMBÉM