Santuário Arquidiocesano

Catedral Cristo Rei

08h
- Missa

10h30
- Missa
17h
- Missa
Você está em:

Jornada Vocacional: “A família cristã é aquela que se entrega de forma livre ao amor de Deus”

“A vida de santidade de uma família católica, para além da participação nos sacramentos, é compromisso de obediência à vontade divina”. A afirmação é da coordenadora da Pastoral Familiar na Arquidiocese de Belo Horizonte, Ailma Duarte Costa Alves. Nesta semana em que a Igreja se dedica à vocação familiar ou matrimonial, Ailma Costa, em entrevista, ajuda cada pessoa a compreender a missão das famílias cristãs:  “A família cristã, que professa a fé católica, é aquela que se entrega de forma livre ao amor de Deus” , diz.

 

Ailma Duarte Costa Alves com o esposo Meu Marido: Marcos Aurélio Alves e o filho Matheus

Casada há 28 anos, com um filho de 25, Ailma Costa explica que a família, para a Igreja, é célula vital da sociedade –  a primeira sociedade natural, estabelecida no vínculo perpétuo entre um homem e uma mulher. Essa primeira célula assume a tarefa educativa dos filhos e é protagonista da vida social. “A família é o apoio à pessoa, desde a concepção e por toda existência. A família humaniza e socializa, resgatando a pessoa do anonimato, além de favorecer a integração do ser humano”, afirma.

Ailma ressalta que a família cristã, que professa a fé católica, é aquela que se entrega de forma livre ao amor de Deus. “A vida de santidade de uma família católica, para além da participação nos sacramentos, é compromisso de obediência à vontade divina”. Esse objetivo pode ser alcançado com a graça de Deus, mediante a observância do mandamento do amor ensinado por Jesus”, explica.

De acordo com a coordenadora da Pastoral Familiar, dentre as principais responsabilidades da família cristã está a educação dos filhos, conforme os princípios católicos. “Essa missão é designada aos casais no dia do matrimônio, sendo fundamental que os pais falem sobre Deus para os filhos e ajam de modo coerente com o Evangelho, educando pelas palavras e pelo exemplo”. Ela ressalta ainda a importância de batizar a criança e levá-la sempre à Igreja, ajudando-a a compreender a grandeza do amor a Deus. “Cabe aos pais ensinar, desde cedo, a importância da oração, o amor por Nossa Senhora, os sacramentos, os  mandamentos e os valores cristãos”, explica.

Para os que se sentem chamados à vocação do matrimônio e da família, Ailma aconselha: “Casar é muito mais que trocar um par de alianças. É o compromisso de uma vida a dois. Nem sempre é fácil e ter um casamento feliz, em muitos momentos, pode ser um desafio, mas vale se esforçar pelo casamento”, ressalta.

Ailma ainda dá alguns conselhos para que o casal possa viver feliz o seu matrimônio: “1- Sejam carinhosos no dia a dia; 2- Façam o outro sorrir; 3- Tenham tempo de qualidade juntos; 4- Em toda discussão, lembrem-se de que não existe um vencedor e um perdedor; 5- Conversem; 6- Casamento não é uma divisão 50/50; 7- Não se comparem com outros casais; 8- Não exijam perfeição do outro; 9- Quando errarem, admitam e peçam perdão; 10- Não mintam; 11- Elogiem e apoiem seu amor; 12- Tenham um casamento que faça seus filhos sonharem em se casar; 13- Use aliança todos os dias; 14- Casem-se para vida toda; 15- Tenham Deus sempre presente no matrimônio”.

VEJA TAMBÉM