Santuário Senhor Bom Jesus: transformando a fé em obras

As comunidades de Fé do Santuário Arquidiocesano Senhor Bom Jesus se reúnem todos os anos no Jubileu do Senhor Bom Jesus. A paróquia, edificada a partir da boa vontade dos moradores da região do bairro Bom Jesus, iniciou a festa religiosa com a celebração dos 35 anos de consagração do altar. Uma bonita apresentação do Coral Lírico de Minas Gerais marcou esse importante momento para a comunidade, que se uniu para a construção de uma pequena capela e a elevou a santuário. E transformando a fé em obras, a paróquia dedica especial atenção aos mais pobres e aos idosos.

Uma história que começou há mais de 70 anos, quando os moradores do bairro Senhor Bom Jesus já tinham o costume de se reunir em grupos de oração. O movimento religioso foi se fortalecendo, dando origem à ideia da construção da capela. Ao receber a doação do terreno, os fiéis se mobilizaram em uma campanha para arrecadar fundos e, assim, construíram a primeira igreja do bairro. Desse esforço, em 1942, foi criada a Paróquia do Senhor Bom Jesus.

Com o crescente aumento de fiéis, surgiu a necessidade de se construir uma igreja maior. Em 1951, foi aprovada a planta da nova matriz que recebeu o título de Santuário Arquidiocesano Senhor Bom Jesus.

Movidos pela fé, os paroquianos , à luz de um bonito trabalho de evangelização, dedicam-se aos cuidados com mais pobres e com as pessoas que necessitam de mais atenção, como o idosos.
Assim, uma Farmácia Comunitária socorre aqueles que têm poucos recursos para adquirir medicamentos. É só apresentar a receita, que um farmacêutico voluntário providencia o remédio.

Já os vicentinos ajudam quem tem dificuldades para comprar alimentos, distribuindo cestas básicas que recebem da igreja. Todo terceiro domingo do mês, os fiéis levam a sua doação até à Paróquia.

Os idosos recebem cuidado especial. Em um espaço cedido pelo Santuário Bom Jesus, o Grupo da Terceira Idade se reúne nas tardes de terça-feira em uma oficina de bordado, pintura e costura. Um bom pretexto para fortalecer a espiritualidade, por meio da oração, e colocar os assuntos em dia, superando a solidão.

O Santuário também mantém um serviço de atendimento psicológico, gratuito, e consultoria jurídica, realizada por uma advogada voluntária.

VEJA TAMBÉM