Você está em:

Paróquias se mobilizam para o cuidado e o amparo aos mais pobres

Voluntários da Forania Nossa Senhora da Boa Viagem, integrada pelas paróquias Nossa Senhora da Consolação e Correia, Santo Antônio, São Sebastião, Nossa Senhora de Lourdes e Nossa Senhora da Boa Viagem, e agentes da Pastoral do Povo de Rua da Arquidiocese de BH se mobilizam, neste domingo, dia 26 de março, para uma importante ação solidária.

Serão oferecidos serviços de cuidados com a saúde para a população em situação de rua, e todos aqueles que mais precisam, ou mesmo que desejarem participar. Serão disponibilizados testes de glicemia, aferição de pressão arterial e atendimento oftalmológico para encaminhamento de óculos. A parceria com o Projeto Banho de Amor vai garantir espaços próprios para banho e corte de cabelo. Trata-se de um grupo de empresários que todas as semanas atuam no centro de Belo Horizonte, s oferecendo com o banho, o resgate da dignidade .

A ação  solidária, de acordo com o vigário forâneo da Forania Nossa Senhora da Boa Viagem, foi inspirada na dimensão social da Eucaristia especialmente porque este ano, o Santuário  celebra os 80 anos de Adoração Perpétua. Uma segunda inspiração surgiu no grupo social da forania Nossa Senhora da Boa Viagem, por iniciativa de suas paróquias. “A Eucaristia e tudo aquilo que celebramos na Palavra de Deus nos compromete com o serviço aos mais pobres”, explica padre Marcelo Silva.

A experiência da parceria entre as paróquia “é a extensão da busca por somarmos nossas forças, como orienta dom Walmor, associando as instituições, as comunidades,os projetos, unindo as comunidade para fortalecer  ainda mais nossas ações em favor do povo de Deus” – afirma o sacerdote, entusiasmado pela conquista da realização conjunta desse  serviço, “ unificando o rosto da igreja em nossa área de atuação, que é a região central da cidade”.

O trabalho de articulação das comunidades de fé da Forania Nossa Senhora da boa viagem  começou há quase um ano. Foram realizados  diversos estudos em  parceria  com o Vicariato Social da Arquidiocese de BH e em comunhão com a Pastoral do Povo da Rua. A troca de experiências com a Paróquia Santo Antônio, que trabalha com a população em situação de rua, enriqueceu os estudos e reflexões.

O grupo social da Forania tem hoje um projeto de ação social contínua para o centro da Capital. Mas essa é a primeira grande atividade direcionada à população mais pobre da cidade. As iniciativas têm  incentivado as pessoas a abrirem o coração aos mais pobres, doando  seu tempo, seus conhecimentos e a si próprias para a realização de outros projetos.  Somente na ação solidária deste domingo, cem voluntários  estarão trabalhando nas equipes do almoço -a ser oferecido a mais de 200 pessoas-,  e de promoção da higiene pessoal, que vai cuidar dos cortes de cabelo, e equipe do cuidado com a saúde.

“Acredito que esse trabalho desperta a população  de rua para o resgate  da dignidade humana, para o próprio cuidado, mas os benefícios não param por aí. Um trabalho como esse, de serviço aos mais pobres, desperta no cristão a solidariedade,  na comunidade, o engajamento em prol dos mais pobres, e na Igreja o desejo de cada vez mais, e com mais intensidade, celebrar e agir em nome da fé”.

Padre Marcelo Silva faz questão de esclarecer que não trata de uma Ong ou algo  nesse sentido. O trabalho – afirma ele – está sendo feito por causa de Cristo e do Reino de Deus Então todos – os assistidos, os beneficiados  e os mais pobres, assim como os voluntários engajados, traduzem   o desejo do encontro. “O Papa Francisco é uma grande inspiração para nós e para todo o cristianismo na contemporaneidade, ao propor uma igreja em saída, que proclama a Palavra, e é isso que procuramos seguir”.

VEJA TAMBÉM