Paróquia São José de Anchieta: comunidade ajuda famílias que sofrem com o desemprego

A Paróquia São José de Anchieta, no bairro Icaivera, em Betim, realiza um importante serviço de amparo aos mais pobres, a pessoas em situação de vulnerabilidade ou que precisam de ajuda para enfrentar determinados momentos de dificuldade. O Projeto Dimensão Social da Paróquia São José de Anchieta, que integra a ação evangelizadora da paróquia, está presente em suas 15 comunidades e começou oferecendo apoio a pessoas que se tornaram cadeirantes. Com as doações da comunidade, voluntários realizam pequenas obras de adaptação nas casas, como construção de rampas, alargamento de portas e outras modificações necessárias à uma boa qualidade de vida.

Além do apoio material, o projeto busca proporcionar às pessoas condições para superarem as dificuldades emocionais e financeiras provocadas pela mudança repentina de vida, que, em geral, tem como causas acidentes ou enfermidades. Com esse objetivo, os voluntários buscam também dar o apoio psicológico necessário ao enfrentamento da nova situação.

O projeto iniciou-se tendo por objetivo encaminhar as pessoas aos serviços públicos que visam ao amparo social mas, com o agravamento da crise econômica, outras demandas foram surgindo. Os desempregados começaram a buscar ajuda e o projeto passou a dar suporte a eles. Para participar, a pessoa não pode estar cadastrada em outros serviços, a exemplo dos vicentinos e do Centro de Referência de Assistência Social (Cras), ou comprovar que a ajuda recebida é insuficiente.

Para fazer um criterioso trabalho de acolhimento, assistentes sociais voluntárias visitam as casas das famílias que solicitam doações de cestas básicas , para depois confirmar a inscrição no cadastro de beneficiados pelo projeto. “Mas, se houver urgência e a família estiver em momento de grande privação, a cesta é liberada imediatamente, pois a fome não espera”, afirma Dionísia, que coordena o trabalho das assistentes sociais. Nesses casos, após essa ajuda emergencial, a visita é realizada.

Desde o início do projeto, em novembro de 2015 , até o mês de dezembro de 2017, foram realizados 64 cadastros com média de três retornos por pessoas e um total de 192 atendimentos e encaminhamentos. Neste ano, até o final de junho de 2 018, as assistentes sociais cadastraram mais 21 famílias. Até o momento, segundo dados da Paróquia o total é de 255 atendimentos.

A Paróquia São José de Anchieta tem ainda a Pastoral da Criança, que desenvolve um importante trabalho de apoio a gestantes e crianças com até seis anos de idade; oferece espaço para funcionamento de um grupo dos Alcoólicos Anônimos e tem um serviço de atendimento jurídico que oferece orientação a quem precisar recorrer a procedimentos na justiça.

VEJA TAMBÉM