Você está em:

Papa na missa matutina: “Adorar Deus para amar ao próximo”

Cidade do Vaticano (RV) – A idolatria e a hipocrisia não poupam a vida cristã. O Papa Francisco alertou, esta manhã, para ambos os ‘vícios’, na homilia da missa celebrada na Casa Santa Marta. Para não ceder à tentação destes pecados, o Pontífice recomenda a prática dos Mandamentos do amor a Deus e ao próximo.

Mais uma vez, a liturgia da missa inspira o Papa a uma reflexão sobre as ‘armadilhas’ com que os fiéis convivem dia a dia. Francisco parte das palavras de São Paulo para estigmatizar o pecado da idolatria cometido por pessoas que preferem “adorar as criaturas que o Criador”:

“O egoísmo do próprio pensamento, o pensamento onipontente… eu penso a verdade e faço a verdade com o meu pensamento”.

Hoje, dois mil anos depois das críticas de São Paulo, a idolatria se manifesta em outras formas e modos:

“Ainda hoje existem muitos ídolos e muitos idólatras que se acham ‘sabidos’, inclusive entre nós, cristãos, que trocam a glória incorruptível de Deus com a imagem do próprio ‘eu’, as minhas idéias, a minha comodidade…”. “Jesus aconselha: não olhe as aparências, vá diretamente à verdade. Se é vaidoso, carreirista, ambicioso; se se vangloria de si mesmo porque se acha perfeito, pede um pouco de esmola e isto vai curar a sua hipocrisia. Esta é a estrada do Senhor: adorar Deus, amar Deus sobretudo, e amar o próximo. Tão simples, mas tão difícil”, completou o Papa.

 

 Rádio Vaticana

15-10-2013

VEJA TAMBÉM