Você está em:

Papa Francisco preside Missa concelebrada por novos cardeais

O Papa Francisco celebrou Missa, concelebrada pelos 18 novos cardeais, no domingo, dia 23, na Basílica de São Pedro.  “O cardeal entra na Igreja de Roma, não entra numa corte. Evitemos todos e hábitos e comportamentos de corte: intrigas, críticas, facções, favoritismos, preferência”, disse o Papa durante a homilia.

Entre os novos cardeais estava o brasileiro dom Orani João Tempesta, arcebispo do Rio de Janeiro, ao qual foi atribuído o título da igreja de Santa Maria Mãe da Providência. Os novos cardeais receberam das mãos do papa um anel, símbolo do novo compromisso universal com a Igreja, e o solidéu cardinalício, vermelho como o sangue dos mártires que doaram suas vidas pelo Evangelho. Um dos cardeais não participou. Ele tem 98 anos e pediu dispensa do papa Francisco para estar em Roma. Ele vai receber o barrete e o anel nos próximos dias.

O Papa Francisco convidou os novos cardeais a escutarem a voz do Espírito Santo. Disse também que “imitar a santidade e a perfeição de Deus pode parecer uma meta inatingível”, mas segundo o Papa é possível, pois a “santidade cristã é antes de mais fruto da docilidade – deliberada e cultivada – ao Espírito de Deus”.

“Cristo veio para nos salvar, para nos mostrar o caminho, o único caminho de saída das areias movediças do pecado, e este caminho é a misericórdia. Ser santo não é um luxo, é necessário para a salvação do mundo.”

VEJA TAMBÉM