Você está em:

O testemunho do matrimonio é a vida exemplar dos casais cristãos

O Papa Francisco publicou na rede social twitter mensagem dirigida aos casais cristãos. Diz o Santo Padre: “O testemunho mais eficaz sobre o matrimonio é a vida exemplar dos casais cristãos”.

Este tweet do Papa vem na sequência de outro também publicado esta semana no qual o Santo Padre encoraja os jovens a não terem medo de se casarem.

Desta forma, podemos concluir que a atenção do Papa Francisco pela família não vai de férias e o Santo Padre continua, mesmo em tempo de verão, a sublinhar a centralidade do matrimónio e da família na vida da Igreja e da sociedade.

São mensagens que procuram chamar a atenção e recordar a reflexão, com vista ao Sínodo dos bispos sobre a família do próximo mês de outubro. Aliás, na linha daquilo que têm sido as catequeses das audiências gerais do Papa Francisco durante este ano de 2015 que na sua grande maioria foram dedicadas à família.

Em particular, ao Sacramento do Matrimónio, o Santo Padre dedicou duas catequeses nos dias 29 de abril e 6 de maio. Na primeira, o Papa, partindo das Bodas de Caná, declarou que a família é a obra-prima da sociedade. Recordou os medos e as dificuldades dos jovens e afirmou que o testemunho é o “modo melhor para manifestar a beleza do matrimónio”.

Entretanto, na quarta-feira dia 6 de maio, o Santo Padre relembrou que S. Paulo afirma que, no matrimónio, o amor entre os esposos é uma imagem do amor que existe entre Cristo e a Igreja. Recordemos o essencial das palavras do Papa Francisco nesse dia a começar pela frase em que afirma que: “ Inspirado pelo Espírito Santo, Paulo afirma que o amor entre os cônjuges é imagem do amor entre Cristo e a Igreja”.

“O marido – diz Paulo – deve amar a mulher ‘como o próprio corpo’; amá-la como Cristo amou a sua Igreja e se deu a si próprio por ela.”

“Mas vocês maridos que estais aqui presentes compreendeis isto? Amar a própria mulher como Cristo ama a Igreja. Isto não é uma brincadeira, é a sério!”

A Igreja participa plenamente na história de cada casal cristão – disse ainda o Papa – alegra-se com os seus êxitos e sofre com os seus fracassos. Isto é assim porque os esposos participam na missão da Igreja justamente enquanto esposos, dando testemunho da sua fidelidade corajosa à graça deste sacramento.

“Por isso digo aos recém-casados que são corajosos, porque é preciso coragem para amar-se como Cristo amou a Igreja” – afirmou o Santo 

VEJA TAMBÉM