Você está em:

Deus nos deu o Céu como antecipação da eternidade

Cidade do Vaticano (RV) – Através do Espírito Santo, Deus deu aos cristãos o céu como “antecipação” da eternidade. Mas este dom, às vezes, é deixado de lado por uma vida “opaca” e hipócrita. Assim se expressou o Papa Francisco esta manhã, na celebração da Missa na capela da Casa Santa Marta.

A homilia do Papa Francisco seguiu passo a passo as palavras da Leitura de Paulo, o qual explica aos cristãos de Efésios que, para acreditar no Evangelho, receberam o “selo do Espírito Santo”. Com este dom, afirmou o Papa, Deus “não só nos escolheu”, mas nos deu um estilo, “um modo de viver, que não é somente uma lista de hábitos. É muito mais: é uma identidade”:

“A nossa identidade é justamente este selo, esta força do Espírito Santo, que todos nós recebemos no Batismo. E o Espírito Santo selou o nosso coração e, mais ainda, caminha conosco. Este Espírito, que foi prometido por Jesus, não nos dá somente a identidade, mas também uma antecipação da nossa herança. Com Ele, o Céu tem início. Nós estamos justamente vivendo este Céu, esta eternidade, porque fomos sigilados pelo Espírito Santo, que é o início do Céu: é a antecipação que temos em mãos.”

Todavia, prosseguiu Francisco, ter o próprio Céu como antecipação não impede aos cristãos de caírem em tentação. Isso acontece quando, por exemplo, queremos tornar “opaca” esta identidade:

“É o cristão morno, que vai sim à Missa aos domingos, mas na sua vida não se vê a identidade. Vive inclusive como um pagão, não obstante seja cristão. Ser mornos. Fazer com que nossa identidade se torne opaca. Outro pecado é aquele do qual falava Jesus aos discípulos e que ouvimos [na leitura de hoje, ndr]: ‘Acautelai-vos do fermento dos fariseus, isto é, da hipocrisia’. Fazer de conta: eu faço de conta que sou cristão, mas não sou. Não sou transparente; digo uma coisa, mas faço outra.”

Ao invés, e o próprio Paulo recorda isso noutro trecho, uma vida cristã vivida segundo aquela identidade criada pelo Espírito Santo produz frutos de outro nível:

“Amor, alegria, paz, magnanimidade, benevolência, fidelidade, mansidão, domínio de si. E este é o nosso caminho rumo ao Céu, que tem início no Céu daqui. Porque temos esta identidade cristã, fomos selados pelo Espírito Santo. Peçamos ao Senhor a graça de estarmos atentos a este selo, a esta nossa identidade, que não é somente promessa, mas que já temos em mãos como antecipação.”

 

Rádio Vaticana

VEJA TAMBÉM