Você está em:

[Vídeo] Jovens da Arquidiocese de BH se preparam para ir à JMJ na Polônia

Na Arquidiocese de Belo Horizonte, centenas de jovens se preparam para participar da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), de 25 de julho a 1º de agosto em Cracóvia, na Polônia. De acordo com a organização, o evento já recebeu mais de 700 mil inscrições. Entre elas, quase 20 mil, são de brasileiros.
 
Para custear a viagem para a Cracóvia,  os jovens também contam com o apoio das paróquias que realizam eventos e fazem coletas especiais.  Desde a última JMJ, realizada no Rio de Janeiro, em 2013, os grupos se organizam para a viagem que, para muitos, será a realização de um grande sonho. O encontro com jovens de diversas nacionalidades, a troca de experiências, a vivência da espiritualidade das Jornadas da Juventude e o grande encontro com o Papa Francisco, é aguardado, sem dúvida, com grande expectativa. Alguns jovens viajarão para o exterior pela primeira vez. 
 
Por meio de uma página especial, a Arquidiocese de Belo Horizonte cadastra os jovens que irão à Polônia. A partir do cadastro, o jovem é incluído em um grupo do WhatsApp, onde é possível receber informações, trocar informações com outros jovens, articular eventos e planejar a viagem.

No dia 11 de junho, haverá um encontro preparatório com dom João Justino, às 16h, no salão da Paróquia São José (Rua Tupis, 164 – Centro). 

 
Para Fernando Acácio, da Paróquia Santa Teresinha do Menino Jesus, de Santa Luzia, participar da JMJ no Rio de Janeiro foi uma experiência marcante, que gostaria de viver novamente. Para ajudar a financiar a viagem à Cracóvia, a paróquia está promovendo barraquinhas. A experiência na JMJ, Fernando quer repassar para  os jovens de sua paróquia. “A Jornada é uma grande oportunidade. Uma forma diferente de ir ao encontro de Deus, de sentir ainda mais viva sua presença.”  
  
 
 
Brener Paiva irá para a Cracóvia com um grupo de jovens da Paróquia São José, Centro de BH. Desde 2013,  o grupo está se mobilizando para a viagem.  Na reta final, estão promovendo, às sextas-feiras um festival gastronômico, com Food Truck em frente à igreja.  Brener conta que sua expectativa é muito grande. “Tiveram que trabalhar muito. É uma alegria poder participar e representar tantos jovens do Brasil. Com certeza voltaremos com muitas experiências para repassar para a nossa comunidade”.
 
 
   
             
Seminarista do Seminário Arquidiocesano Coração Eucarístico de Jesus, Guilherme Montes se prepara para particpar da Jornada Mundial da Juventude pela segunda vez. “Minha principal motivação, além de ir ao encontro com o Papa, é a experiência vocacional do encontro com Jesus e de poder vivenciar a fé em comunhão com tantas pessoas”, disse. Guilherme ressalta que, de volta ao Brasil, irá partilhar com outros jovens a experiência vivida na Cracóvia.
  
João Pedro Almeida é acólito e coordenador de Catequese na Paróquia Nossa Senhora Rainha, no Belvedere. Para ele, a JMJ do Rio de Janeiro foi um marco. “Foi um breve momento após a minha crisma. Importante para reafirmar no meu coração a vontade de ser católico, de ser cristão. Essa Jornada vem para renovar esse sentimento no meu coração, de viver cada dia mais junto com cristo”. De acordo com João Pedro, será possível partilhar muitas experiências com a família e a comunidade em que atua.   
  
                
Elisa Ci-Polansky  é veterana nas Jornadas. Descendente de poloneses, ela aguarda ansiosa para conhecer o país de  seus antepassados. “A Jornada é um evento que mostra a força da juventude católica para o mundo.  A expectativa é muito grande. Estou muito animada por poder participar da JMJ na Cracóvia, cidade que tem relação tão próxima com São João Paulo II, o responsável por instituir as Jornadas pelo mundo”.    Músico e atuante no grupo de jovens da Paróquia São José, Guilherme Vianna também participou da JMJ do Rio. Para ele, foi uma experiência de fé diferente, ver o Papa Francisco tão próximo da juventude, no Brasil. “A experiência da JMJ renova a nossa fé, para continuarmos levando o nosso apoio àqueles que precisam. Este é o nosso trabalho aqui na Igreja São José”.
   

Atuante na Paróquia Santíssima Trindade, em Santa Luzia, Christian Charles irá à JMJ como voluntário. Para financiar a viagem, ele está fazendo uma Vaquinha virtual .  Pelas redes sociais, também tem recebido apoio e ajuda financeira de amigos de várias cidades do Brasil e do exterior. “Acredito que vou conseguir ir, com fé em Deus. O que mais me motiva é a oportunidade de servir, de ir para onde Deus me chama. Tenho certeza que voltarei com ânimo renovado, e isso irá gerar muitos frutos para a minha comunidade”. 

 
 
 – Assista ao programa EssaJuventude especial com jovens que irão à JMJ 2016: