Você está em:

Vaticano: juristas de diversos países debatem sobre tráfico humano

Procuradores e magistrados de diferentes países estão no Vaticano para participar do Encontro sobre Tráfico Humano e Crime Organizado, realizado pela Pontifícia Academia das Ciências Sociais nos dias 3 e 4 de junho, com objetivo de promover a troca de experiências e a cooperação internacional.

Em entrevista à Rádio Vaticano, a procuradora regional da República, Zélia Luiza Pierdona, presente no evento, considera interessante a proposta do Papa de reunir os aplicadores do Direito na questão do tráfico de pessoas e também sobre crime organizado. “Essa preocupação do Papa Francisco é muito bem-vinda na medida em que está reunindo pessoas que certamente vão contribuir para, se não eliminar, pelo menos amenizar o problema”, disse.

Para o procurador regional da República e secretário de Cooperação Internacional, Vladimir Aras, é importante estimular a cooperação internacional na luta contra todo tipo de criminalidade. “Não só o crime organizado, mas outros tipos de criminalidade que têm se intensificado também em virtude da globalização da economia, da facilidade que as pessoas têm de passar de um país a outro, das mercadorias que passam de um país a outro e dinheiro também”, afirmou.

No período da tarde desta quinta-feira, o Papa Francisco se encontrará com os juristas.

Este é o terceiro encontro sobre o tema promovido pela Pontifícia Academia das Ciências Sociais. Em 2014, a instituição reuniu líderes das principais religiões do mundo e em 2015, prefeitos das principais capitais e de grandes metrópoles de vários países, para discutir a questão.

Ao final do encontro, será assinada uma declaração conjunta.