Você está em:

Edison trouxe a noção de inovação através de empreendedorismo que ainda hoje serve de modelo e inspiração para os empreendedores nos EUA.

Em retrospecto, as chances de dar certo eram pequenas. Algumas, diriam, quase nulas. Um jovem com problemas de audição, considerado pelos professores uma criança difícil, hiperativa, sem foco. Thomas Alva Edison (Fevereiro 11, 1847 – Outubro 18, 1931) provou que todos estavam errados.

Transformou seus fracassos em aprendizado e o aprendizado em sucesso. Mais tarde, resumiu tudo em uma frase: “Eu não fracassei. Apenas encontrei 10.000 coisas que não funcionam”.
Pensar nele é imediatamente se lembrar da invenção da lâmpada. Talvez por que seja esta a mais visível, mas não necessariamente a mais importante de suas contribuições. Mas ele contribuiu com mais. Muito mais.

Thomaz Edison inventou uma nova maneira de produzir inovação. Percebeu que o processo de inovação pode ser acelerado através de trabalho em equipe, coordenação, capital, e estrutura multidisciplinar. Aplicou os princípios da produção em massa no processo de inovação e, por isso, é creditado com a invenção do laboratório de pesquisas tecnológicas.

Após descobrir em uma de suas primeiras invenções, que ela não podia ser comercializada, Edison orientou sua vida profissional pelo principio de que não dedicaria mais esforços em qualquer projeto cujos resultados não pudessem ser comercializados.

Mais que tudo, Edison trouxe a noção de inovação através de empreendedorismo que ainda hoje serve de modelo e inspiração para os empreendedores nos EUA. Ensinou que a inovação e a transpiração são gêmeas. Meritocracia e ética de trabalho, enfim, deveriam ser recompensados. “Frequentemente perde-se oportunidades porque ela se parece e vem   vestida de trabalho”.

Em um país em que a inovação é tão lenta. Em que a educação falha. Em que os obstáculos ao empreendedorismo são altos. E em que a meritocracia é tão pouco valorizada, alguém como Thomas Alva Edison poderia fazer muita diferença.

Afinal, como ele mesmo disse, “Nossa maior fraqueza está em pensar em desistir. Tentar de novo é a maneira mais segura de atingir o sucesso” .

 

Elton Simões
Formado em Direito (PUC); Administração de Empresas (FGV);
MBA (INSEAD), com Mestrado em Resolução de Conflitos (University of Victoria)