Você está em:

Tenda Cristo Rei e Igrejinha da Pampulha recebem imagem da Padroeira da Capital

A oração do Terço na Tenda Cristo Rei – canteiro de obras da Catedral Cristo Rei, com a imagem da Padroeira de Belo Horizonte, Nossa Senhora da Boa Viagem, consolida-se na programação do dia 15 de agosto, Festa da Padroeira da Capital e, também, dia de celebrar a Assunção de Nossa Senhora. Conduzida por dom Edson Oriolo dos Santos, bispo auxiliar da Arquidiocese, a oração do Terço reuniu peregrinos de diferentes regiões e precedeu, neste ano, à bênção do complexo arquitetônico da Pampulha, reconhecido como Patrimônio Cultural pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco). 
 
 
A imagem da Padroeira de Belo Horizonte, em carreata conduzida por veículo do Corpo de Bombeiros, foi levada à Igreja São Francisco de Assis, a Igrejinha da Pampulha, onde dom Edson presidiu a bênção do complexo arquitetônico. Em seguida, a carreata partiu rumo ao centro da Capital, onde foi realizada procissão até o Santuário Arquidiocesano de Adoração Perpétua – Igreja Nossa Senhora da Boa Viagem. Enquanto isso, diante da Igrejinha, dom Edson celebrou Missa campal, com a participação de muitos fiéis. 
 
 
O Bispo Auxiliar ensinou que o dogma da Assunção de Nossa Senhora contribui para as pessoas redescobrirem o sentido da vida. Dom Edson recordou o momento histórico em que o dogma foi proclamado pelo Papa Pio XII, em 1950: a humanidade havia sofrido com as duas Guerras Mundiais e o contexto de tragédias, conforme explicou dom Edson, fez com que as pessoas perdessem o sentido da vida.  O Bispo Auxiliar ressaltou que a Igreja sempre ensinou que Maria foi elevada para junto de Deus. Dom Edson disse que ao oficializar o dogma da Assunção de Nossa Senhora, o Papa Pio XII contribuiu para aproximar ainda mais as pessoas da fé a partir das riquezas dos mistérios de Deus. “Nossa Senhora fez história no mundo, valorizando a vida e, depois de sua missão, foi levada para junto de Deus, para viver na plenitude de Deus”. 
 
 
Assim, reconhecer as virtudes de Maria na celebração de sua Assunção possibilita às pessoas, de acordo com dom Edson, valorizar a vida, o outro e, consequentemente, construir uma sociedade justa e fraterna. “Contemplar a natureza, as belezas da Pampulha, encontrar com as pessoas que aqui visitam, também ajuda a valorizar a vida”, concluiu o Bispo Auxiliar.  
 
Presença dos meios de comunicação (clique nos links para ver as reportagens)
 
 TV Globo
 
 
Band
 
Rede Minas
 
Rádio Itatiaia