Você está em:

Seminário internacional precede exposição sobre Museu dos Quilombos e Favelas de BH, na Colômbia

O Museu dos Quilombos e Favelas Urbanos (Muquifu), vinculado à Paróquia Nossa Senhora do Morro da Arquidiocese de Belo Horizonte,  será tema de exposição internacional na Pontifícia Universidade Javeriana da Colômbia,  em fevereiro de 2017.

Em preparação para a mostra, será realizado o Seminário de Museologia Crítica – O museu reinventado, na capital, Bogotá, do dia 24 ao dia 27  neste mês de outubro. O objetivo, é antecipar conhecimentos sobre a história do Muquifu e o propósito da sua criação. A intenção dos padres jesuítas, responsáveis pela  Universidade Javeriana, é apresentar o Muquifu como referência, na proposta de criação de um museu de favelas em Bogotá.

Além de muitos expositores colombianos e dos brasileiros – o curador do Muquifu, padre Mauro Luiz,  o artista Cleiton Gomes da Silva e o professor da UNI-Rio Mário Chagas, um dos museólogo mais respeitados do País -especialistas da área irão da Itália e da França para participar do Seminário na Colômbia:  a professora Giuliana Tomasella  da Universidade Degli Studi di Padova, na cidade italiana de Padova, o arquiteto Roberto Giannerini, responsável pela expografia do Muquifu e Éric Alliez, da París 8.

A professora Giuliana Tomasella  foi orientadora do padre Mauro  durante a graduação no curso de Patrimônio Cultural, na Itália. Ela também é responsável pela apresentação do Muquifu em importantes universidades  francesas, nas cidades de Nancy e Rouen, e na Universidade Bicocca, em Milão, Itália.

Padre Mauro participará da primeira apresentanção do seminário, ao lado dos decanos Carlos Mery e Luiz Guilhermo.


Confira a programação:

Seminário de Museologia Crítica – O museu reinventado