Você está em:

Santuário da Padroeira de Minas Gerais recebe imagem da Mãe Peregrina de Schoenstatt

O Santuário Nossa Senhora da Piedade – Padroeira de Minas Gerais recebe a imagem da Mãe Peregrina de Schoenstatt no próximo sábado, 10 de junho, com programação especial. A romaria faz parte das celebrações dos 30 anos de presença missionária da Campanha da Mãe Peregrina na Arquidiocese de Belo Horizonte.

Para marcar esse importante momento, as paróquias e santuários da Arquidiocese de Belo Horizonte estão recebendo a imagem da Mãe Rainha de Schoenstatt.
Programação no Santuário Nossa Senhora da Piedade

8h30 – Acolhida
9h – Oração do Terço
10h – Palestra
11h – Missa
13h30 – Adoração ao Santíssimo Sacramento
14h – Encerramento

Grupos que quiserem se organizar para peregrinar ao Santuário da Padroeira de Minas Gerais podem ligar para (31) 3686-0245 ou taborliberdade@yahoo.com.br

Nossa Senhora de Schoenstatt

A devoção a Nossa Senhora de Schoenstatt surgiu em 1914, quando em 18 de outubro, o padre José Kentenich, ao fazer uma palestra aos alunos do Seminário em Schoenstatt, na Alemanha, inspirado por Deus, fez um convite para rezarem, se consagrarem a Maria e oferecer-lhe sacrifícios, especialmente pela autoeducação, para que a capelinha da Congregação, então consagrada a São Miguel, se tornasse um Santuário de graças, núcleo de um movimento de renovação que se espalhasse por todo o mundo. A capelinha deveria tornar-se, assim, um local de manifestação das glórias de Nossa Senhora, especialmente de sua ação como educadora. O objetivo é a educação de um homem novo e a construção de uma nova sociedade. Schoenstatt (Schönstatt – que significa Belo Lugar) é uma região da cidade de Vallendar, próximo de Coblença, às margens do Rio Reno.

A imagem de Maria colocada na capelinha de São Miguel, que se tornou santuário mariano, é cópia do quadro original pintado por Crosio, um pintor italiano do século XIX. Em 1915, ela recebeu o nome de “Mãe Três Vezes Admirável”. No decorrer da história o título se ampliou para “Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt”, mais conhecida no Brasil como “Mãe e Rainha”.

Réplicas dessa capelinha percorrem as casas dos fiéis e muitos são os relatos de graças recebidas pelos que as acolhem em seus lares ou peregrinam aos santuários dedicados à Nossa Senhora de Schoenstatt, que então se espalharam pelo mundo inteiro. Como intercessora junto a Deus, a Mãe e Rainha alcança para todos os que a procuram nos santuários a tríplice graça: a graça do abrigo espiritual, da transformação interior e da fecundidade apostólica.