Você está em:

Santuário Basílica da Padroeira de Minas celebra o Setenário das Dores de Nossa Senhora

O Santuário Basílica Nossa Senhora da Piedade se une aos fiéis, por meio das redes sociais, da TV Horizonte e da Rádio América – AM 750, para celebrar a Coroa das Sete Dores de Nossa Senhora. O Setenário relembra as principais dores que a Mãe Maria sofreu com a paixão, morte e sepultamento de Jesus. As orações começam às 15h, com a transmissão da Santa Missa .

Junto à cruz,  a Mãe de Jesus torna-se Mãe de todos os homens e da Igreja Católica. Maria, por meio da dor que sofreu, ensina a superar o sofrimento, confiando em Deus. Unir-se às dores de Maria é unir-se também às dores de Nosso Senhor Jesus Cristo, na esperança da ressurreição.

Uma publicação especial foi preparada pelo Santuário da Padroeira de Minas para contribuir com as comunidades de fé na vivência deste momento celebrado na quinta semana do Tempo da Quaresma.

Acompanhe, aqui, as orações e meditações do Setenário das Dores de Nossa Senhora

 

1ª Dor – 28 de de março, sábado
Maria acolhe a profecia de Simeão (Lc 2, 34-35)


2ª Dor –29 de de março, domingo
A Sagrada Família sai em fuga para o Egito
“Levanta-te, toma contigo o menino e sua mãe, e foge para o Egito” (Mt2,13-18)


3ª Dor – 30 de de março, segunda-feira
Perda do Menino Jesus no templo
“Filho, teu pai e eu estávamos angustiados, à tua procura! Não sabíeis que eu devo estar naquilo que é de meu pai? Sua mãe guardava todas estas coisas no coração.” (Lc, 48-51)

 

4ª Dor – 31 de de março, terça-feira
Maria se encontra com Jesus no caminho do calvário
“Procurai o senhor enquanto ele se deixa encontrar, invocai –o enquanto Ele está perto. ”(Is 55,6)

 

5ª Dor – 1 de abril, quarta-feira
Maria está de pé junto a cruz de seu filho Jesus
Jesus disse à mãe: “Mulher, eis o teu filho!” Depois disse ao discípulo: “Eis a tua mãe”(Is 55,6)

6ª Dor – 2 de abril, quinta-feira
Maria recebe em seus braços o corpo do seu Filho

“A minha alma está em paz, como criança bem tranquila, amamentada no regaço acolhedor de sua mãe.” (SL 130,2-3)

7ª Dor – 3 de abril, O Sepultamento de Jesus
“Onde Jesus foi crucificado, havia um jardim e um túmulo novo. Foi lá que eles colocaram Jesus”, (Jo 19, 41-42)