Você está em:

Rense: encontro oferece orientações para a elaboração do Plano Pastoral Paroquial

A Região Episcopal Nossa Senhora da Esperança (Rense) realizou encontro para transmitir orientações sobre a elaboração do Plano Pastoral Paroquial do próximo quadriênio (2017-2020). O encontro foi realizado no sábado, dia 26 de novembro, na sede da Cúria Regional, em Belo Horizonte e foi conduzido por dom Joaquim Giovani Mol Guimarães, bispo referencial, junto com frei Adilson Corrêa, vigário episcopal. Também estiveram presentes párocos e representantes das paróquias, esses representantes foram escolhidos no início do processo da 5ª Assembleia do Povo de Deus (APD). 
 
Os participantes acompanharam a leitura das Diretrizes da Ação Evangelizadora da Arquidiocese de Belo Horizonte, que  apresentam prioridades nas seguintes temáticas: Rede de Comunidades / Opção preferencial pelos pobres / Igreja da acolhida / Fé, Política e Cidadania / Família / Protagonismo dos leigos e leigas / Opção preferencial pelas juventudes / Formação integral e permanente / Catequese / Comunicação e Cultura.
 
Em seguida, dom Mol explicou cuidadosamente como as paróquias deverão proceder ao elaborar o Plano Pastoral para os anos 2017 a 2020, considerando as seguintes orientações:
 
 – Cada paróquia deve escolher uma (ou mais) prioridade considerando sua realidade e o apelo à missionariedade (“Igreja em saída”);
 
 – Desenvolver, detalhadamente, a prioridade, definindo metas para o quadriênio 2017-2020, considerando para cada uma delas: O quê? / Quem? / Quando? / Onde? / 1º Responsável;
 
 – A paróquia não deve descuidar dos outros compromissos assumidos durante a 5ª APD. Definir prazo de entrega do Plano Paroquial à Região Episcopal;
 
 – Forania: Depois da definição do plano de cada Paróquia, a Forania toma conhecimento e define como conduzir a partilha das prioridades escolhidas. Busque-se eleger as melhores práticas dentre as prioridades escolhidas. Organizem-se os encontros de partilha;
 
 – Região Episcopal: Orientar cada paróquia por meio das foranias para que elaborem seu Plano Pastoral segundo as indicações. Subsidiar os vigários forâneos na perspectiva de sua função de promotores da partilha missionária. Garantir que os dez compromissos sejam viabilizados no quadriênio 2017-2020 no conjunto da Região Episcopal. Planejar e realizar a formação dos agentes de pastoral.
 
Ao finalizar o encontro, dom Mol e frei Adilson agradeceram a presença de todos e reiteraram que o Plano Pastoral deve ser entregue à Região Episcopal até o dia 20 de março de 2017.
 
 

VEJA TAMBÉM