Você está em:

Rensa: apresentação do Diretório Pastoral Litúrgico Sacramental e debate sobre política e eleições

A nova edição do Diretório Pastoral Litúrgico-Sacramental foi apresentada e estudada na Região Episcopal Nossa Senhora Aparecida (Rensa), no último sábado, dia 21 de maio, na sede da Cúria Regional em Contagem. Cerca de cem pessoas participaram da atividade, incluindo padres, religiosos e leigos. O evento foi promovido em parceria com a Comissão de Arquidiocesana de Liturgia (CAL).
 
O lançamento do novo Diretório teve início com a oração da Liturgia das Horas, também conhecida como Ofício Divino. Conduzidos por assessores da CAL, os participantes entoaram cantos e acompanharam leituras bíblicas. De acordo com Lorena Alves, uma das organizadoras da atividade, o objetivo da oração no início do encontro foi promover um momento de prática litúrgica antes do estudo do Diretório. “O processo litúrgico nunca parte da teoria, mas de uma experiência pessoal. Por isso começamos com Ofício Divino que é um dos temas do Diretório”, explicou.
  
Após o momento de prece, Lorena fez uma contextualização histórica da Liturgia até sua vivência na atualidade. Em seguida os participantes fizeram estudos dos capítulos do Diretório, divididos por grupos, e apresentaram para a assembleia suas dúvidas e entendimentos sobre o documento atualizado. 
 
A assessora da CAL tirou dúvidas e falou sobre os direcionamentos do documento. As orientações sobre preparação para o batismo, sobre os cânticos litúrgicos e sobre os ambientes das celebrações também foram explicadas por Lorena.  Outros assuntos abordados foram as fundamentações bíblico-teológicas na questão dos sacramentos da crisma e primeira eucaristia. Para facilitar os estudos, cada participante recebeu um exemplar do novo diretório gratuitamente.
 
Vigário Episcopal na Rensa, padre Jerzy Wydrych, aconselhou os participantes a continuarem os estudos em suas paróquias para que as orientações do Diretório sejam efetivadas nas comunidades de fé e contribuam para a aproximação do leigo com o Evangelho. “Esse é o primeiro passo. Peço que todos, após esse momento de formação, sejam proativos e não fiquem parados, no sentido de buscar que os direcionamentos aconteçam em suas paróquias”, disse.

 
 
Debate sobre política e eleições municipais
 
Política e eleições municipais foi o tema do debate promovido pelo Setor Social da Região Episcopal Nossa Senhora Aparecida (Rensa) em comunhão com o Vicariato Episcopal para a Ação Pastoral, também no sábado, em Contagem. A formação foi assessorada pelo professor da PUC Minas e integrante do Núcleo de Estudos Sociopolíticos (Nesp), Claudemir Francisco Alves. 
 
O debate abrangeu temas do cenário político nacional e o que isso pode influenciar nas eleições municipais deste ano. Professor Claudemir explicou, ainda, os trâmites legais que envolvem o cadastramento dos candidatos às eleições municipais, as possíveis negociações entre partidos até o dia das votações.
 
Para Claudemir, diante da situação de instabilidade política que o país enfrenta é preciso ter paciência. Ele ainda falou da falta de compromisso com o coletivo por parte da classe política na atualidade. “Política é uma arte em que um abre mão de um pouco, o outro abre mãe de outro pouco, e, ambos agem pelo bem da sociedade. Isso se rompeu aqui no Brasil”, disse.
 
O debate teve participação de padres, leigos e religiosos que têm atuação em pastorais sociais de paróquias da região.

VEJA TAMBÉM