Você está em:

Região Episcopal Nossa Senhora da Esperança realiza 1º Encontro Regional da Pastoral Social e Política

Interesse, escuta e engajamento marcaram a participação dos integrantes do 1º Encontro Regional da Pastoral Social e Política da Região Episcopal Nossa Senhora da Esperança (Rense), realizado na tarde de sábado, 13 de abril, no salão da Paróquia São Francisco das Chagas, no bairro Carlos Prates, em Belo Horizonte.

A partir de um momento de oração, os participantes acompanharam atentamente a mensagem do Vigário Episcopal, Frei Adilson Corrêa, e, em seguida, as palavras de dom Joaquim Mol, bispo auxiliar para a Rense. Após acolher carinhosamente cada pessoa, dom Mol destacou a necessidade de as paróquias irem além das práticas de devoção – segundo ele, muito importantes – e se unirem nas questões sociais, que dizem respeito às necessidades do povo e ao bem comum.

A pastoralista para o setor social e político na Rense, Renata Senhorinha Santiago, explicou didaticamente o funcionamento do trabalho da Pastoral Social e Política, especialmente, o que diferencia a ação necessária como pastoral, do que é apenas assistencialismo. Em entrevista à Pascom da Rense, ela destacou o objetivo do encontro: “Nosso desejo hoje é apresentar a Rede de Articulação da Solidariedade (REARTISOL), que integra o Vicariato Episcopal para a Ação Social e Política da Arquidiocese de BH, e articular a equipe regional da Pastoral Social e Política.”

O Vigário Episcopal para a Ação Social e Política, padre Júlio César Gonçalves Amaral, fez uma exposição sobre as ações do Vicariato Social e suas iniciativas na Arquidiocese de Belo Horizonte, além de explicar os objetivos e a atuação da REARTISOL. Padre Júlio também ressaltou a importância do Núcleo de Acolhida e Articulação da Solidariedade Paroquial (NAASP) na ação social da Arquidiocese.

Como frutos e encaminhamentos do 1º Encontro Regional da Pastoral Social da Rense, foi constituída a Equipe de Articulação Regional da Pastoral Social e Política, com a indicação de dois articuladores por forania e a perspectiva de constituição dos grupos de articulação nas foranias com representantes paroquiais.

VEJA TAMBÉM