Você está em:

Quatorze novos diáconos permanentes são ordenados no Santuário da Padroeira de Minas

Quatorze novos diáconos permanentes foram ordenados para a Arquidiocese de Belo Horizonte na manhã de sábado, 19 de novembro, na Igreja Nova das Romarias, Santuário Nossa Senhora da Piedade, em Caeté. O momento especial que reuniu padres, religiosos, amigos e familiares dos diáconos, foi presidido pelo arcebispo dom Walmor e concelebrado por dom Luiz Gonzaga Fechio, bispo da diocese de Amparo que foi bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte, até 2015, e era o referencial para o diconato permanete. Dom Walmor falou sobre a importância do diaconato permanente na missão evangelizadora da Igreja e ressaltou que cada um deve abraçar, com fé e alegria, os projetos de Deus em suas vidas.  
 
Novos diáconos permanentes:
Ailton Nonato Pessoa
Aylton Paulo Simonetti
Célio de Freitas Nunes
Emerson José Muniz de Melo
Flávio Coelho Guimarães
Humberto Mattarelli Carli
João Costa Filho
João Henrique Soares do Couto
Jorge José Rasuck
José Samoel de Oliveira Reis
Manoel Fernandes Dias
Marcelo Paulino Costa
Robson José Pereira
Valdir Antônio Avelar
 
De acordo com as Diretrizes do Diaconato Permanente da Arquidiocese de Belo Horizonte, o diácono é um discípulo missionário. São ordenados para o serviço da Palavra, da caridade e da liturgia, especialmente para os sacramentos do Batismo e Matrimônio, além de acompanhar a formação de novas comunidades eclesiais.