Você está em:

Projeto de Evangelização Proclamar a Palavra é apresentado no Santuário da Padroeira de Minas

O arcebispo dom Walmor apresentou o Projeto de Evangelização Proclamar a Palavra durante Celebração Eucarística presidida na Ermida da Padroeira de Minas Gerais, Santuário Nossa Senhora da Piedade, no dia 8 de dezembro, Festa da Imaculada Conceição de Maria. Durante a Missa, o Arcebispo levou o Projeto de Evangelização aos pés da Mãe Padroeira de todos os mineiros, para que Maria ajude a Igreja no compromisso de efetivar todas as indicações reunidas na publicação. 
 
 
Durante a homilia, dom Walmor destacou os oito principais  eixos que nortearão os trabalhos das instituições e comunidades de fé da Arquidiocese de Belo Horizonte: o fortalecimento da rede de comunidades, a opção preferencial pelos pobres, a Igreja misericordiosa, a fé que ilumina a ação política e cidadã, a promoção do protagonismo de leigos e leigas, as ações dedicadas aos jovens, os momentos de formação e catequese, a evangelização a partir da cultura e da comunicação. De modo especial, o Arcebispo reafirmou o compromisso da Igreja com a família, “edificada no Matrimônio, no qual mulher e homem buscam corresponder ao mais profundo de sua vocação”. Para a vivência dessa missão, dom Walmor orienta que é fundamental proclamar a Palavra.              
 
 
O Arcebispo explica que se a Palavra não for proclamada, a voz de Deus não será ouvida. “E se a voz de Deus não for ouvida, não podemos ser diferentes, do jeito que precisamos”.  A Palavra, acrescenta dom Walmor, leva luz aos corações, permite o conhecimento da verdade, indica a direção que precisa ser seguida.  Inspirado no Evangelho do dia, o Arcebispo recordou o que disse Maria, em resposta a Deus, diante da revelação do anjo Gabriel – “Faça-se em mim, segundo a sua Palavra”. “Maria acolhe o pedido de Deus e, assim, o Espírito Santo gerou no seu coração o Filho, que é a Palavra”, explica dom Walmor.  
 
 
O Projeto de Evangelização Proclamar a Palavra é fruto da 5ª Assembleia do Povo de Deus e reúne diretrizes para os próximos quatro anos, de 2017 a 2020, que orientarão os trabalhos na Arquidiocese de Belo Horizonte.