Você está em:

Processo de beatificação de dom Luciano: concluída a fase diocesana

A fase diocesana do processo de beatificação de dom Luciano Mendes de Almeida foi concluída na última sexta-feira, dia 15, em Mariana, no Santuário Nossa Senhora do Carmo. Conforme informações do site Vatican News, publicação oficial do Vaticano, os documentos reunidos nesta etapa, e que demonstram as virtudes cristãs de dom Luciano, serão encaminhados para a Santa Sé.

A conclusão da fase diocesana do processo ocorreu durante sessão pública do processo de beatificação. A cerimônia começou com a celebração de Missa em Ação de Graças, presidida pelo administrador apostólico de Mariana, dom Geraldo Lyrio Rocha, e concelebrada pelo bispo auxiliar emérito de Brasília, dom João Evangelista Martins Terra, da Companhia de Jesus, pelo bispo auxiliar de Belo horizonte, dom Geovane Luís da Silva, pelo bispo de Leopoldina, dom José Eudes Campos do Nascimento e muitos sacerdotes. Estiveram presentes familiares e amigos de dom Luciano.

O bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte dom Geovane Luís da Silva, promotor no tribunal estabelecido para o processo de beatificação de dom Luciano, informou que, durante os quase quatro anos da fase diocesana, foram realizadas cerca 70 sessões, mais de 60 pessoas foram ouvidas – cristãos leigos e leigas, religiosos e religiosas, padres e membros do episcopado brasileiro.

Dom Geovane disse que o objetivo da Arquidiocese, com o término do Processo em nível Arquidiocesano é que a Igreja, iluminada pelo Espírito Santo, avalie a documentação e identifique a palavra que o Senhor quer transmitir através da vida e testemunho de dom Luciano.

O administrador apostólico de Mariana, Dom Geraldo Lyrio Rocha, agradeceu ao tribunal, destacando a “dedicação sem limites” de todos que o compuseram. “Não podemos deixar de expressar gratidão profunda ao Papa Francisco, que se empenhou pessoalmente para que os organismos da Cúria Romana acolhessem a solicitação que a Arquidiocese de Mariana lhe dirigia com o processo de beatificação e canonização de dom Luciano”, ressaltou.

Os membros que compõem o tribunal prestaram juramentos colocando a mão sobre a Bíblia e assinaram a ata da sessão. No final da cerimônia, as mais de 6 mil páginas que formam o processo e a ata foram inseridas dentro de uma arca de madeira lacrada com o sinete de dom Geraldo, aplicado sobre a cera derretida, que permanecerá guardada na Cúria. Outras duas cópias seguirão para o Vaticano, via nunciatura apostólica.
De agora em diante, a causa segue para a fase romana. O postulador dessa fase será o padre Pascual Cebollada, SJ, Postulador Geral da Companhia de Jesus.

Dom Luciano Mendes de Almeida

Dom Luciano foi arcebispo de Mariana durante 18 anos (1988 a 2006) e faleceu no dia 27 de agosto de 2006. Atuou como secretário e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) por dois mandatos consecutivos em cada uma das funções. Estimado por todo o episcopado brasileiro, dom Luciano ficou conhecido especialmente pelo seu amor aos pobres e excluídos e pela defesa dos direitos humanos.