Você está em:

Benefício para pessoas com deficiência e idosos: partilhe esta informação e ajude quem precisa de amparo

Os idosos com 65 anos ou mais, ou pessoas com algum tipo de deficiência, que vivem em famílias muito pobres (em que a renda familiar por pessoa não ultrapassa 238,5 reais por mês) tem direito a receber o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Esse benefício está previsto na legislação brasileira, uma determinação da Constituição Federal de 1988. Em Minas Gerais, 450 mil pessoas dependem do BPC, que acrescenta um salário mínimo à renda de idosos e das pessoas com deficiência, de famílias muito pobres. Para continuar a recebê-lo, o beneficiário precisa renovar o seu cadastro em uma das unidades do Centro de Referência da Assistência Social (Cras), presente em todos os municípios. Porém, muitos idosos e pessoas com deficiência ainda desconhecem essa necessidade. Outros, por limitações físicas ou mentais, não conseguem se deslocar até uma das unidades.

Assim, a Arquidiocese de Belo Horizonte faz um pedido às comunidades de fé, aos fiéis e a todas as pessoas que se solidarizam com os mais empobrecidos: partilhe essa informação e ajude quem enfrenta dificuldades a se cadastrar para não perder o benefício. Um gesto simples, mas que garante dignidade a muitas pessoas.

Quem não se cadastrar até dezembro perderá o benefício.
Informe-se na prefeitura de sua cidade sobre os endereços das unidades do Cras (muitos estão disponíveis na internet).

Clique abaixo para ver os endereços e contatos:
Belo Horizonte
Betim
Contagem
Ribeirão das Neves
Santa Luzia